PUBLICIDADE
Topo

Campeonatos

La Liga


S. Ramos e Benzema fazem jogada ensaiada no pênalti, mas juiz manda voltar

Na primeira cobrança, Benzema recebeu e fez, mas árbitro assinalou invasão; na segunda, bateu e não desperdiçou - Denis Doyle/Getty Images
Na primeira cobrança, Benzema recebeu e fez, mas árbitro assinalou invasão; na segunda, bateu e não desperdiçou Imagem: Denis Doyle/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/07/2020 18h24

A vitória de hoje por 2 a 1 deu o título do Campeonato Espanhol 2019/2020 ao Real Madrid. E o resultado só veio graças a um pênalti mais do que peculiar.

Aos 27 minutos do segundo tempo, quando o placar era de 1 a 0 para o Real, Sergio Ramos foi derrubado por Sofian Chakla na entrada da área. O árbitro Alejandro Hernández marcou o pênalti.

Na cobrança, o próprio Sergio Ramos surpreendeu. Em jogada ensaiada, o zagueiro rolou para Karim Benzema, que veio de trás e acertou a pancada, fazendo seu segundo gol no jogo.

Mas a arbitragem invalidou o lance. O motivo: na hora do passe de Ramos, Benzema já estava dentro da área, caracterizando invasão. Gol anulado.

Na segunda chance, o próprio Benzema foi para a cobrança e não inventou: um chute rasteiro, no canto direito do goleiro Sergio Asenjo, colocou o 2 a 0 no placar.

Curiosamente, o lance foi criado por um jogador bastante ligado ao arquirrival Barcelona: Johan Cruyff. Em 1982, jogando pelo Ajax, o ídolo holandês rolou a bola para Jesper Olsen em um jogo contra o Helmond Sport, recebeu de volta e mandou para as redes.

O Villarreal ainda diminuiu aos 38 com Vicente Iborra, que teve a chance de empatar nos acréscimos. Não conseguiu. Melhor para o Real, que assegurou seu 34º título do Campeonato Espanhol com o resultado - e graças ao pênalti.