PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

'Ele tem que estar feliz', diz Diego sobre possível saída de Jorge Jesus

Jorge Jesus é erguido pelo time do Flamengo depois da conquista do Carioca 2020 - Thiago Ribeiro/AGIF
Jorge Jesus é erguido pelo time do Flamengo depois da conquista do Carioca 2020 Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em São Paulo

16/07/2020 13h41

O meia Diego é mais um dos jogadores do Flamengo que torce publicamente para a permanência do técnico Jorge Jesus, que tem uma proposta para voltar ao Benfica, de Portugal. No entanto, o jogador mais experiente do elenco rubro-negro, com 35 anos, condiciona a sequência do trabalho à felicidade do português.

"Ele tem que estar feliz, e ele tem estado feliz, é isso que nós sentimos dele nesse momento", afirmou hoje Diego em entrevista à CNN Brasil, um dia após o Flamengo se sagrar campeão carioca sobre o Fluminense.

"A verdade é que temos uma confiança muito grande nele, queremos, claro, que ele fique. Ao mesmo tempo todo esse respeito demonstramos também para ele à liberdade", acrescentou o meia, agradecendo ao português por "tudo que entregou desde que chegou" ao clube.

O treinador assumiu o Flamengo em junho do ano passado e desde lá já acumula cinco títulos, com destaque para o Brasileiro e a Libertadores do ano passado. Pelo Benfica, Jesus foi tricampeão português durante sua passagem pelo clube, que terminou em 2015

Fla perde mais sem torcida

Para o meia Diego, o Flamengo é uma das equipes que mais perde com o fato de jogar sem torcida por conta da pandemia do coronavírus. O jogador afirmou que foi uma "sensação estranha" disputar a final do Carioca sem o apoio dos torcedores.

"É bem diferente. Nós, principalmente, acho que perdemos um pouco mais que as outras equipes porque jogamos sempre com estádio cheio, 60, 70 mil pessoas. E toda essa atmosfera é um 'plus'. Nesse momento, temos que nos reinventar para manter a concentração alta, o nível de dedicação, é um desafio, mas estamos conseguindo superá-lo", afirmou.

O meia, porém, disse que ele e os demais jogadores rubro-negros não têm sentido medo pela ameaça de contaminação pelo coronavírus.

"Eu não tenho (medo), particularmente, e meus companheiros também, não temos medo. Pelo contrário, temos nos sentido muito seguros por todo o protocolo que estamos seguindo e a estrutura que temos, por sermos privilegiados, por estarmos num clube que nos proporciona isso como o Flamengo", disse.

Flamengo