PUBLICIDADE
Topo

Flu ganha opções por 'missão possível' de bater Fla na final do Carioca

Paulo Henrique Ganso será opção para Odair Hellmann no banco de reservas - Lucas Merçon/Fluminense FC
Paulo Henrique Ganso será opção para Odair Hellmann no banco de reservas Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

15/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

Campeão do Brasil e da América em 2019, o Flamengo é favorito e chega com vantagem do empate na decisão do Campeonato Carioca contra o Fluminense. Mas no Tricolor, a missão é vista como possível. Sem espaço para discussões. Para isso, o técnico Odair Hellmann ganhou opções.

A começar por Nino, que se recuperou de entorse no joelho e será titular na zaga central da equipe, reforçando a defesa. O Flu confia em suas chances de bater o arquirrival, que, apesar das últimas atuações abaixo do que costumam entregar e também do desfalque de Gabigol, suspenso — e provavelmente também Rafinha —, está com uma mão na taça do Estadual.

A primeira linha de marcação foi o principal problema do time de Odair no primeiro jogo. Se conseguiu pressionar na frente, criar chances e incomodar o melhor time do país no último domingo (12), apesar da derrota, a defesa falhou duas vezes, e o Fla, letal mesmo em dias ruins, não permite espaço para vacilos.

"Isso mostra, na minha visão, o quanto está sendo qualificado esse jogo contra o Flamengo. Exalto muito o nosso time, a nossa postura, os jogadores, que fizeram grandes jogos, se superando na parte física", declarou Odair Hellmann à FluTV.

Odair Hellmann ganhou opções no Fluminense para tentar bater Flamengo na final do Campeonato Carioca - Lucas Mercon/Fluminense FC - Lucas Mercon/Fluminense FC
Odair Hellmann ganhou opções no Fluminense para tentar bater Flamengo na final do Campeonato Carioca
Imagem: Lucas Mercon/Fluminense FC

Com Nino, a expectativa é de menos espaços para o veloz ataque rubro-negro, que, mesmo sem seu camisa 9, terá a volta de Bruno Henrique, conhecido pelos gols decisivos, principalmente em clássicos.

O restante da equipe terá a mesma escalação que, para o treinador tricolor, deu maior equilíbrio para enfrentar o ótimo time rival. E o meio de campo, formado pela trinca de volantes Hudson, Dodi e Yago, com Nenê e Marcos Paulo flutuando à frente, ganhou uma opção e tanto.

Ainda que não viva seus melhores momentos, o meia Paulo Henrique Ganso se recuperou de lombalgia e tem tudo para ser uma arma de Odair Hellmann no banco de reservas. Nesta formação, o camisa 10 pode atuar tanto na vaga de Nenê como de Hudson, por trás dos volantes abertos. O Tricolor precisa de dois gols de diferença no tempo normal, por isso, em algum momento, precisará usar suas armas para ser mais ofensivo.

"Para enfrentar o Flamengo você precisa tentar neutralizar o potencial ofensivo que eles têm, ter uma boa compactação, tirar bem esse espaço entre as linhas. A partir do momento que você recuperar essa posse, é buscar esse espaço que o Flamengo acaba dando com a linha alta. Escapar da primeira pressão para conseguir fazer seu jogo", disse Odair.

Dodi carrega a bola observado por Yago e Evanílson; trio deu mais equilíbrio ao Fluminense - Mailson Santana/Fluminense FC - Mailson Santana/Fluminense FC
Dodi carrega a bola observado por Yago e Evanílson; trio deu mais equilíbrio ao Fluminense
Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

A opção por Ganso encontra eco justamente em uma queda de intensidade do rival, que costuma ser mais móvel e veloz, principalmente no ataque, do que nas últimas apresentações. Seja por uma tentativa de segurar mais a bola ou de agredir mais, o meia deve ter mais uma chance de ser decisivo com a camisa do Fluminense.

Na frente, o Flu tem dois desfalques importantes: Fred, fora com um problema no olho, e Wellington Silva, que foi diagnosticado com coronavírus. Apesar de assintomático, não houve tempo para nova testagem e liberação do atacante antes da decisão. Assim, as opções para o ataque no banco tendem a ser Fernando Pacheco, Caio Paulista, Michel Araújo, Miguel e o jovem Luiz Henrique, que ainda não estreou.

"Temos que manter nossa compactação, de força na marcação de setor, para tentar tirar a oportunidade do Flamengo na parte ofensiva, porque ele tem uma posse contra todos os rivais. Precisaremos minimizar isso com estratégia e organização e manter nosso jogo a partir do momento que recuperarmos a posse. Jogar, sair da pressão do Fla para que consigamos ganhar espaço no campo para construir as jogadas", afirmou.

O Fla-Flu que decide o Campeonato Carioca de 2020 acontece hoje, às 21h, no Maracanã. A vantagem do primeiro duelo, que venceu por 2 a 1, faz o Flamengo jogar pelo empate. Uma vitória tricolor por um gol leva a decisão para os pênaltis. O Fluminense é campeão no tempo normal se vencer por dois ou mais gols de diferença.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO x FLUMINENSE

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 15 de julho de 2020 (quarta-feira), às 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha
VAR: João Batista de Arruda

FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luis; Arão, Gerson e Arrascaeta; Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Jorge Jesus

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Nino (Digão), Matheus Ferraz e Egídio; Hudson, Yago, Dodi e Nenê; Marcos Paulo e Evanílson.
Técnico: Odair Hellmann

Fluminense