PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lampard diz que Chelsea já não estava contando com punição ao City

O técnico do Chelsea, Frank Lampard, durante jogo contra o Crystal Palace - Darren Walsh/Chelsea FC via Getty Images
O técnico do Chelsea, Frank Lampard, durante jogo contra o Crystal Palace Imagem: Darren Walsh/Chelsea FC via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/07/2020 12h00Atualizada em 13/07/2020 13h07

A decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS) de reverter a pena e autorizar o Manchester City a participar de torneios europeus não surpreendeu o Chelsea, que foi diretamente atingido, já que briga por uma vaga na próxima Liga dos Campeões por meio do Campeonato Inglês.

O técnico do time de Londres, Frank Lampard, se mostrou indiferente com a situação. "Eu nunca confiei minhas esperanças em uma equipe extra entrando [no lugar do City na próxima Liga dos Campeões]. Nos preocupamos conosco. Se ganharmos jogos suficientes agora, podemos estar lá", disse ele ao Sky Sports, afirmando que não se aprofundou no processo.

"Não sei muito sobre o caso. Apenas ouvi o resultado, não vejo nada além dos jogos. Temos alguns duelos agora e queremos vencê-los e depois ver se isso nos leva à Liga dos Campeões", comentou o técnico da equipe.

A pressão sobre o Chelsea, no entanto, aumenta. Isso porque a decisão da CAS faz com que apenas os quatro primeiros - e não mais os cinco - do Inglês tenham direito a disputar a competição continental.

O Chelsea está na 3ª colocação do torneio nacional com 60 pontos e briga por uma das vagas. O City já garantiu a 2ª posição com 72 pontos e, portanto, um lugar no maior torneio da Europa.

Leicester (59 pontos, 4° lugar), Manchester United (58 pontos, 5° lugar) e Wolves (55 pontos, 6° lugar) também estão no páreo. No momento, apenas o Leicester estaria entre os classificados, mas o United tem um jogo a menos na tabela.

Futebol