PUBLICIDADE
Topo

Neymar volta após quatro meses com dois gols em goleada de 9 a 0 do PSG

Neymar abraça Mbappe e Icardi em amistoso entre PSG e Le Havre - Benoit Tessier/REUTERS
Neymar abraça Mbappe e Icardi em amistoso entre PSG e Le Havre Imagem: Benoit Tessier/REUTERS

João Henrique Marques

Do UOL, em Le Havre (França)

12/07/2020 16h01

Foi como um treino de luxo. O Paris Saint-Germain massacrou o Le Havre, time da segunda divisão da França, ao golear por 9 a 0 em amistoso realizado na tarde de hoje (12), na região da Normandia. Neymar fez parte do time titular que atuou somente o primeiro tempo e marcou dois gols, sendo um de pênalti e o outro driblando o goleiro. Icardi, duas vezes, Sarabia, duas vezes, Mbappé, Gueye e Kalimuendo marcaram os outros gols do time.

O amistoso foi a volta do PSG após 4 meses sem futebol na França por conta da pandemia do coronavírus. O campeonato nacional foi encerrado antecipadamente com o time parisiense como campeão.

Assim, os jogos amistosos são uma maneira de "esquentar" o elenco para a disputa da fase final da Liga dos Campeões, em agosto, em Lisboa.

Neymar e Mbappé se destacaram

Enquanto esteve em campo, Neymar comandou os 5 a 0 do PSG na etapa inicial. O brasileiro abusou das jogadas individuais e atuou bem próximo de Mbappé no ataque pelo lado esquerdo. Outros dois gols do time tiveram a participação do brasileiro.

O gol de pênalti marcado por Neymar veio de falta dentro da área sofrida por Mbappé. O atacante francês também foi o autor da assistência para o belo gol do brasileiro com a bola rolando (veja acima). O camisa 10 ameaçou chutar e cortou dois marcadores, antes de driblar o goleiro e fazer o gol de perna esquerda.

Para o amistoso, o PSG tinha dois acordos com o Le Havre: o adversário iria se expor, tentando jogar bola e também faria 11 substituições no intervalo. O desnível do jogo, no entanto, foi bem maior do que o esperado pela mídia francesa.

O ímpeto ofensivo do adversário foi impressionante. Ele terminou o primeiro tempo com 8 chutes. O PSG fez os 5 gols dando 10 chutes, somente dois a mais que o oponente.

Time contou com presença da base

O time reserva do PSG teve nomes de peso como o brasileiro Thiago Silva e os volantes Verratti e Gueye. Tuchel resolveu colocar na equipe inicial o brasileiro Marquinhos como zagueiro ao lado de Kimpembe. No meio campo, a escolha foi pela dupla Paredes e Herrera como volantes.

A escolha de Tuchel foi um time no segundo tempo com um bom nível técnico. Na etapa, o treinador alemão também deu espaço para jovens revelados nas categorias de base do clube. Os atacantes Kays Ruizl (17 anos), Pembele (17 anos ) e Kalimuendo (18 anos) e o zagueiro Loic Mbe Soh (19 anos) foram a campo.

Público no estádio

Apesar de obrigados, torcedores são vistos sem máscara no amistoso Le Havre x PSG  - Benoit Tessier/REUTERS - Benoit Tessier/REUTERS
Imagem: Benoit Tessier/REUTERS

O amistoso entre Le Havre x Paris Saint-Germain foi o primeiro jogo de futebol com público entre os países das principais ligas na Europa (Alemanha, França, Espanha Itália, Inglaterra). O estádio recebeu 5 mil pessoas, o limite da capacidade estipulada pelo governo francês.

Entre as regras, todos foram obrigados ao uso de máscara e precisaram cumprir regras de distanciamento nas arquibancadas. Apesar de a máscara ser obrigatória, muitos torcedores preferiram tirá-la assim que entraram no estádio, com capacidade para 25 mil pessoas.

Na regra de distanciamento das arquibancadas, os torcedores foram obrigados a respeitar distanciamento de duas cadeiras entre os grupos. O preço de ingresso foi de 30 euros e toda a venda foi realizada pela internet em menos de 30 minutos. Grupos de até 4 pessoas puderam estar lado a lado.

Esporte