PUBLICIDADE
Topo

City descobrirá em 13 de julho se seguirá banido da Champions por dois anos

Gabriel Jesus comemora após marcar para o Manchester City contra o Newcastle -  LEE SMITH / POOL / AFP
Gabriel Jesus comemora após marcar para o Manchester City contra o Newcastle Imagem: LEE SMITH / POOL / AFP

Do UOL, em São Paulo

10/07/2020 15h13

O Manchester City descobrirá na segunda-feira, dia 13 de julho, se o recurso entregue no Tribunal de Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) terá resultado positivo. A equipe inglesa tenta reverter a punição que impede sua participação em torneios europeus por dois anos, entre eles a Liga dos Campeões.

Em fevereiro, a Uefa divulgou a punição e deu uma multa de 30 milhões de euros (cerca de R$ 140 milhões, segundo a cotação do dia) ao City. A pena foi aplicada por violações às regras de fair play financeiro entre 2012 e 2016.

Após a punição, o City imediatamente sinalizou sua intenção de apelar para o tribunal. A diretoria do clube acredita que o primeiro julgamento não foi independente e desconfia do órgão que realizou a primeira análise do caso, principalmente devido à quantidade de informações que o clube sentiu terem sido vazadas para a imprensa.

O recurso começou a ser analisado em junho e foi ouvido por três advogados do Tribunal Arbitral do Esporte em videoconferências privadas.

"Estamos prontos", disse hoje o técnico Pep Guardiola. "Tenho muita confiança de que poderemos jogar na Liga dos Campeões porque queremos estar em campo durante esses anos".

Vale ressaltar que a punição entrará em vigor, caso confirmada, a partir da temporada seguinte, não da atual. Hoje, a Uefa sorteou os duelos de quartas de final.

Parte dos confrontos depende da definição dos times que se classificarem depois da disputa dos quatro jogos restantes das oitavas de final. Estes são os confrontos: Manchester City/Real Madrid x Juventus/Lyon e Barcelona/Napoli x Bayern de Munique/Chelsea. Os jogos de volta das oitavas de final, que estão pendentes, ocorrerão em 7 e 8 de agosto.

Esporte