PUBLICIDADE
Topo

Crise pós-pandemia adia plano de Hang para construção da Arena Havan

Projeto da Arena Havan, em Brusque-SC - Divulgação
Projeto da Arena Havan, em Brusque-SC Imagem: Divulgação

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

08/07/2020 04h00

O Campeonato Catarinense recomeça hoje (8) após a pausa por causa da quarentena. Além de alterar o calendário das competições, a pandemia do novo coronavírus provocou uma crise econômica. Como consequência, muitos clubes tiveram de reduzir suas folhas salariais. No caso do Brusque, foi necessário adiar o plano do empresário e patrocinador do time, Luciano Hang, de construir a Arena Havan para receber as partidas da equipe.

"Temos um terreno de 84 mil metros quadrados doados pela prefeitura para fazer a Arena Havan e o nosso CT. Houve um projeto, mas com a pandemia deu uma esfriada. Até porque temos de entender que é um momento de reavaliação, mas o plano continua e esperamos que dentro de um prazo médio possamos retomar esse projeto", disse Danilo Rezini, presidente do clube e amigo pessoal de Hang.

Conhecido pelo apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), o dono da empresa Havan planejava, desde o ano passado, ajudar na construção de uma arena moderna com capacidade para 15 mil pessoas e com custo inicial de R$ 15 milhões. A ideia era terminar a obra em até seis meses para que o time pudesse disputar a Série C do Campeonato Brasileiro na casa nova.

Amanhã (9), o Brusque joga fora de casa contra o Joinville pelas quartas de final do Catarinense. No jogo de volta, a partida será no estádio Augusto Bauer, com capacidade para 5 mil pessoas. No entanto, os dois jogos deverão ser com portões fechados para seguir os protocolos de segurança.

"Temos um estádio com capacidade para 5 mil pessoas, com gramado novo, irrigação e todas as condições exigidas pela CBF. Na Série C e, se passarmos para quarta fase da Copa do Brasil, teríamos de cumprir o regulamento de o estádio ter capacidade para 10 mil pessoas. Vamos fazer um estudo de que, se não há público nos jogos e de como contamos com um um estádio com campo adequado e com tudo dentro dos padrões de segurança, podemos pedir para jogar em Brusque", explicou o presidente.

A Havan tem sede em Brusque, cidade catarinense localizada a cerca de 100 quilômetros de Florianópolis, e é a principal patrocinadora do time da cidade. Procurado pela reportagem, o dono da Havan não retornou os contatos até a publicação deste texto.

"Havan é nosso patrocinador, um sustentáculo do Brusque. Ele [Luciano Hang] é muito ligado ao clube", completou Danilo.

Arena Havan - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação