PUBLICIDADE
Topo

Grêmio planeja ter Renato Gaúcho de volta em uma semana. Local é a dúvida

Maxi Franzoi/AGIF
Imagem: Maxi Franzoi/AGIF

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

07/07/2020 04h00

Grêmio e Renato Gaúcho disseram, mais de uma vez, que o treinador voltará aos trabalhos de campo assim que os treinos com bola e com contato forem agendados. Agora, já existe previsão concreta para isso. O clube gaúcho trabalha com a data de 14 de julho como reinício das atividades sob comando direto do técnico, seja em Santa Catarina ou em Porto Alegre.

É que os dirigentes adiaram viagem a Criciúma e cogitam internamente cancelar a estadia em solo catarinense, se houver autorização estadual para treinamentos mais complexos.

O dia 14 de julho é estimado como retorno de Renato por ser a data prevista para o primeiro trabalho que simula jogo. A programação da próxima semana não está montada e tem duas estruturas prévias. Uma em Porto Alegre, mediante aval do Palácio Piratini. E outra em Criciúma, com estadia em cidade vizinha e uso do CT do Criciúma.

No Rio de Janeiro, Renato Portaluppi aguarda orientação dos dirigentes. Caso o elenco realmente embarque rumo a Santa Catarina, o treinador deverá voar até Florianópolis e completar deslocamento de carro. Se a viagem for abortada, o pouso será em Porto Alegre.

O Grêmio deve chegar a Nova Veneza, ao lado de Criciúma, na noite de segunda-feira (13). A previsão é ficar entre sete e dez dias na localidade, com tempo para avançar na preparação de olho no Campeonato Brasileiro.

A permanência em Porto Alegre é só considerada se houver flexibilização nas regras de distanciamento, seja pela Prefeitura de Porto Alegre ou pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul. Desde o início de maio, decreto municipal permite apenas treinos físicos.

O argumento gremista para ter adiado viagem até Criciúma em uma semana é o prazo para início do Brasileirão. De acordo com a diretoria, o plano é iniciar treinos com bola e contato sem chance de ter de voltar a trabalhar fisicamente depois. Ou seja, se for a Santa Catarina, o Grêmio não terá correr riscos de ser proibido de seguir a preparação na volta a Porto Alegre.

Futebol