PUBLICIDADE
Topo

Gérson: "Fluminense corre um sério risco de levar goleada do Flamengo"

Do UOL, em São Paulo

07/07/2020 16h36

Classificação e Jogos

Campeão carioca pelo Flamengo em 1963 e pelo Fluminense em 1973 como jogador, Gérson, o Canhotinha de Ouro, vê o clube tricolor arriscado a sofrer uma goleada do rubro-negro na final da Taça Rio, que pode definir o título do Campeonato Carioca amanhã, às 21h30, no Maracanã, e diz que o clube que foi o último de sua carreira já merecia ter sido goleado pelo Volta Redonda, quando perdeu por 3 a 0, na volta aos gramados após três meses de paralisação.

Em entrevista ao programa Os Canalhas, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana, Gérson diz que a volta do futebol foi precipitada, mas que o Flamengo, além de já estar em um nível superior tecnicamente, se preparou melhor fisicamente, enquanto o Fluminense já não tinha um time forte antes.

"Eu achei a volta um pouco precipitada, poderia ser a partir da segunda quinzena de julho e deixar esse tempo para treinamento. Eu escutei vários companheiros nossos na imprensa e alguns dirigentes também do Fluminense, e eu não concordo, que o Fluminense perdeu para o Volta Redonda, e corre um sério risco de levar goleada do Flamengo, porque ele começou os treinamentos atrasados dos outros, pelo menos do Flamengo, do Bangu, isso é problema dele, por que os outros começaram e ele não? Porque ele não quis. Por que ele não jogou no Maracanã? Porque ele não quis", afirma Gérson.

Para o ex-jogador, a única chance para o Fluminense seria jogar com o time todo na defesa na final contra o Flamengo para tentar um resultado favorável dada a diferença técnica entre os dois times.

"O Flamengo fisicamente é o melhor que está aí e tecnicamente também, mas vamos discutir os outros, é um negócio que a gente fala, vamos discutir seleção brasileira, o Pelé você tira, manda ele embora, ele não precisa treinar, fica em casa, vamos discutir os outros, é a mesma coisa isso, vamos discutir os outros. Tecnicamente o time do Fluminense é fraco, ele vai ter que jogar com 18 atrás e um na frente para tentar alguma coisa. Pode acontecer, futebol é futebol, agora, já antes do tempo ele está chorando. O time tem jogado mal, tomou uma goleada do Volta Redonda, tinha que ter perdido de 5 ou de 6, tomou de 3, fácil, fácil", afirma Gérson.

Mesmo acreditando que o Campeonato Carioca não deveria ter voltado ainda, Gérson não condena a atitude do Flamengo em voltar a treinar antes de haver a liberação para que os clubes do Rio de Janeiro tivessem atividades e aponta a jogada do rubro-negro como "esperteza", enquanto o Fluminense ficou para trás, com pouco tempo para treinar, quando definida a volta dos jogos.

"O time do Fluminense tecnicamente no ano passado já era ruim. Ele se classificou no primeiro turno, jogou contra quem? Contra ninguém, ele estava bem fisicamente, aí deu essa parada, aí recomeçou mal, até que ele engrene em 100%, já acabou o campeonato. O outro foi mais esperto, começou, treinou duas ou três vezes, foi multado, continuou, pagou a multa e continuou e aí foi aberto para todo mundo treinar. E o jogo é depois de amanhã, quem não treinou, não treinou", conclui Gérson.

O jogador tricampeão mundial com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970, quando foi eleito o segundo melhor jogador da competição, também dá sua opinião entre mata-mata e pontos corridos, o futuro dos estaduais, a seleção brasileira atual, Neymar e nomes reconhecidos do futebol mundial que o ex-jogador não considera craques.

Os Canalhas: Quando e onde?

O programa Os Canalhas vai ao ar toda semana em duas edições semanais, na terça-feira, às 14h, e na quinta-feira, às 18h, em transmissão ao vivo, ou gravado, disponível na home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte no Youtube e no Facebook e Twitter, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana entrevistando personalidades importantes do esporte brasileiro. Inscreva-se no canal Os Canalhas no Youtube para conferir mais de João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana.