PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians recusou oferta do Nantes e deixou de ganhar R$ 6,6 mi com Lucca

Lucca com uniforme do Corinthians - Eduardo Anizelli/Folhapress
Lucca com uniforme do Corinthians Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress

Diego Salgado e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

07/07/2020 04h00

O Corinthians antecipou em um mês o fim do contratado de Lucca, que está emprestado ao Al-Khor, do Qatar. Desta maneira, o atacante acabou o seu vínculo com a equipe sem que o clube paulista recebesse qualquer compensação financeira. A história poderia ter sido bem diferente, caso a o time do Parque São Jorge tivesse aceitado uma proposta feita pelo Nantes, da França, em agosto de 2017.

"O Corinthians, verbalmente, recebeu uma oferta de 2,5 milhões de euros, mas não aceitaram. Ele estava emprestado para a Ponte Preta e, na época, ainda tiveram outras equipes interessadas. O São Paulo por exemplo, mostrou o desejo, mas não trouxe a proposta para a mesa. O Corinthians começou falando que queria receber 5 milhões de euros. Chegaram ainda propostas menores do que essa, porque essa do Nantes seria a melhor para o Corinthians e para o jogador. Ele voltou para o Corinthians e, dez dias depois, me chamaram falando de uma forma sutil que o [Fábio] Carille [ex-treinador do Alvinegro] não iria contar com ele. E agora eu e o Lucca somos questionados?" disse Fernando Garcia, empresário do atacante.

O UOL Esporte teve acesso ao documento enviado pelos europeus, que se dispuseram a pagar 1,8 milhão de euros pelo jogador (R$ 6,6 milhões na cotação da época). Porém, os estrangeiros ainda chegaram a propor o pagamento 2,5 milhões de euros (R$ 9,1 milhões) para contratá-lo. Na época, o Corinthians era presidido por Roberto de Andrade e o departamento de futebol era gerenciado pelo ex-jogador Alessandro e Flávio Adauto.

O Corinthians tinha 60% dos direitos econômicos do atacante. O Cruzeiro era dono de 25% e o Criciúma de 15%. Os alvinegros poderiam adquirir na época os 100% do atleta, caso pagasse R$ 1,5 milhão para os mineiros e R$ 1 milhão aos catarinenses — em uma negociação paralela que já estava acertada. Ou seja, o Corinthians poderia ficar com R$ 6,6 milhões do total oferecido pelo Nantes.

A reportagem tentou contato com a antiga gestão do Corinthians, que não retornou às ligações. O clube enfrenta uma turbulência financeira, agravada com a pandemia do novo coronavírus.

Corinthians