PUBLICIDADE
Topo

Mesmo reservas, Luan e Liziero podem reforçar caixa do São Paulo

Luan, volante do São Paulo - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Luan, volante do São Paulo Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

06/07/2020 04h00

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, sabe que para minimizar a crise financeira, será necessário vender jogadores. Por outro lado, o clube quer ter boas chances de disputar títulos nesta temporada e, por isso, não gostaria de abrir mão de seus atletas. Desta maneira, uma solução pode ser negociar alguns de seus jovens talentos, que estão valorizados no mercado da bola mesmo sendo reservas, como Liziero e Luan.

O Milan, da Itália, monitora a carreira de Liziero e existe a possibilidade de o clube fazer uma proposta nos próximos meses. No ano passado o meio campista já teve o seu nome especulado pelo Barcelona, quando o olheiro do time espanhol, Éric Abidal, esteve no Brasil. No entanto, não houve sequência nas conversas. Vale destacar que o jogador tem o passaporte europeu, fator que o torna mais valorizado.

Luan também é muito bem avaliado internamente. Até mesmo nos relatórios de diretoria, o jogador aparece como uma das apostas para a captação de receitas. Titular no time de Cuca, o volante briga por um espaço no time. Em outras janelas de transferência, o jogador recebeu algumas sondagens também de clubes estrangeiros.

Outra renda que pode surgir do mercado da bola é com Lucas Fernandes. Hoje no Portimonense, o meia tem 50% dos seus direitos vínculos ao Tricolor paulista e recebeu duas sondagens de clubes franceses.

O Olympique de Marseille, do técnico André Villas Boas, já se mostrou disposto a desembolsar 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 45,9 milhões na cotação atual) pelo brasileiro. Desta maneira, o Tricolor paulista teria direito a R$ 22,9 milhões. Lucas Fernandes tem vínculo com o Portimonense até 2023, com multa rescisória de 40 milhões de euros (R$ 245,4 milhões).

São Paulo