PUBLICIDADE
Topo

Ferj detona Globo em guerra por transmissão: "distorce ordem judicial"

Ruben Lopes, presidente da Ferj - Divulgação/Ferj
Ruben Lopes, presidente da Ferj Imagem: Divulgação/Ferj

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

06/07/2020 20h13

A Federação de Futebol do Rio (Ferj) se posicionou, na noite de hoje (6), sobre a decisão judicial favorável à Globo. O documento faz com que a liminar que a federação havia conseguido perca a validade e tira a obrigatoriedade da emissora em transmitir o clássico entre Fluminense e Flamengo, válido pela final da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

Na nota oficial, a Ferj afirmou que a Globo "distorce, às escâncaras, a ordem judicial a qual está submetida, criando subterfúgios literários para justificar sua intenção de descumprir o contrato em vigor".

A emissora, que já não havia entrado em acordo com o Flamengo para esta edição do Carioca, rompeu o vínculo com a federação e clubes após o Rubro-Negro exibir, ao vivo, o confronto com o Boavista, na última quarta-feira, pela FlaTV.

O clube da Gávea se baseou na Medida Provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, que altera a configuração dos direitos de transmissão do esporte brasileiro. Segundo o documento, a exibição da partida passa a ser de responsabilidade do mandante do evento, e não mais das duas entidades envolvidas.

A Globo chegou a ir à Justiça para impedir a transmissão, mas não conseguiu um resultado positivo a tempo de a bola rolar.

Na última sexta-feira, a Ferj conseguiu uma liminar obrigando a emissora a passar a semifinal da Taça Rio entre Fluminense e Botafogo. Apesar de a decisão judicial englobar "a exibição pelas rés dos jogos da semifinal e final da Taça Rio, além da final do Campeonato Estadual da Série A dos Profissionais da Temporada 2020".

Na tarde de hoje, porém, a juíza Eunice Bitencourt Haddad, da 24ª Vara Cível do Rio de Janeiro, determinou que a liminar não se aplica a jogos do Flamengo.

Veja nota na íntegra:

"A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro faz saber que tomou conhecimento pela imprensa que a Globo Comunicação e Participações S.A. veio a público informar que não transmitirá a final da Taça Rio a ser realizada no dia 08/07/2020 entre o Fluminense Football Club e o Clube de Regatas Flamengo. A emissora distorce, às escâncaras, a ordem judicial a qual está submetida, criando subterfúgios literários para justificar sua intenção de descumprir o contrato em vigor (por força de decisão judicial) de transmissão do Campeonato Estadual da Série A de Profissionais".

Futebol