PUBLICIDADE
Topo

Com Honda titular, Autuori ainda busca melhor esquema para o Botafogo

Meia Honda conduz a bola no duelo entre Botafogo e Portuguesa - Vitor Silva/Botafogo
Meia Honda conduz a bola no duelo entre Botafogo e Portuguesa Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

04/07/2020 04h00

Na retomada do futebol após a paralisação devido à pandemia de coronavírus, o técnico Paulo Autuori ainda busca o melhor esquema para o Botafogo tendo Honda no time titular. Em meio aos testes e análises, porém, pode ter a questão física do elenco como obstáculo neste primeiro momento.

Grande contratação alvinegra para a temporada, o meia japonês estreou contra o Bangu, último jogo antes da suspensão do Carioca por conta do surto de contágio da Covid-19. Na ocasião, o treinador usou o 4-4-2, com Honda formando o meio com Alex Santana, Caio Alexandre e Bruno Nazário.

Neste período de retomada, nas partidas contra a Cabofriense e Portuguesa-RJ, usou o 3-5-2 e o 4-3-3, respectivamente. Em ambos, o time teve um volante e o jogador japonês ao lado de Bruno Nazário.

Autuori, por sua vez, garante que já tem uma filosofia de jogo implantada, independentemente do esquema, mas que vem fazendo testes para ter ideia do potencial do elenco.

Há ainda uma outra questão que o comandante alvinegro terá de superar neste momento: a parte física. O Botafogo foi o último dos clubes de maior investimento do Rio de Janeiro a voltar às atividades presenciais e o próprio Autuori admite que buscou não desgastar algumas peças.

"Ideia de jogo se tem, independentemente da estrutura em que se joga. Temos algumas variações. Fizemos contra a Cabofriense e hoje também. Normal. Fiz alterações por dois fatores, uma para preservar os jogadores e também com objetivo de observar determinados jogadores em uma estrutura diferente. É o momento de preparar. Agora vamos recuperar o máximo possível. Vamos nos preparar para o jogo domingo", disse, na última quarta-feira.

Botafogo