PUBLICIDADE
Topo

Flu ultrapassa marca de 30 mil sócios; meta da torcida é chegar a 100 mil

Torcida do Fluminense lidera campanha de associação em massa ao clube - Maílson Santana/Fluminense FC
Torcida do Fluminense lidera campanha de associação em massa ao clube Imagem: Maílson Santana/Fluminense FC

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

02/07/2020 17h13

Mesmo em meio à pandemia de coronavírus, o Fluminense tem um motivo para comemorar. A campanha #ÉpeloFlu -- organizada pela torcida nas redes sociais buscando associação em massa -- fez o clube atingir 30 mil sócios adimplentes. A marca ainda está longe da meta do clube até o fim de 2020, que é de 50 mil sócios-torcedores.

Tudo começou com o lançamento do contador de associados no site oficial do clube. Depois disso, a ação organizada por mais de 150 páginas ligadas ao clube, torcidas organizadas, movimentos populares e influenciadores digitais tricolores angariou mais de três mil sócios em duas semanas.

A primeira meta da campanha #ÉpeloFlu, entretanto, é chegar a 9 mil sócios, homenagem ao número da camisa do ídolo Fred. Outros gatilhos são acionados depois que o número for alcançado. A ideia é ter 100 mil sócios, sem uma data-limite.

Apesar de não ter nascido no departamento de marketing do clube, a ação recebe apoio institucional e um "reforço" no mês de julho, que, por ser o do aniversário do clube -- que completa 118 anos no dia 21 -- isenta torcedores de taxas de adesão para todos os planos de sócio vigentes.

Em entrevistas durante sua campanha e já no cargo de presidente, Mario Bittencourt afirmou que o ideal seria ter R$ 3 milhões mensais (R$ 36 milhões por ano) em patrocínio, o dobro da maioria de parcerias para o espaço principal da camisa no país. Em 2019, o Tricolor arrecadou pouco mais de R$ 5 milhões no ano com os programas de associação.

Fluminense