PUBLICIDADE
Topo

Fla encurta distância para título e já mira luta de bastidores pela Série A

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Flamengo fez seu dever de casa, venceu o Boavista por 2 a 0, confirmou a primeira colocação geral do Campeonato Carioca e encurtou para dois jogos a distância para o bicampeonato estadual.

O Fla aguarda a definição da rodada para saber quem encara na semifinal da Taça Rio, mas o possível fim precoce já faz com que a cúpula mire uma nova disputa no horizonte. Como a fatura pode ser liquidada no próximo dia 8, a direção entra em campo para que a bola volte a rolar para o Brasileiro o mais cedo possível.

A CBF sinalizou o dia 8 de agosto como data fixada para o reinício, mas isso está longe de ser uma unanimidade. Caso prevaleça esse desejo, o Rubro-negro, que vê com bons olhos a ideia, terá nada menos que um mês apenas de treinos no Ninho do Urubu (se o time vencer o returno e eliminar as finais). Se a novela nos bastidores se arrastar e a questão da pandemia do coronavírus não desacelere, a programação sem jogos pode se prolongar ainda mais, o que causa alguma preocupação na Gávea.

No que depender da unidade dos grandes brasileiros, o cabo de guerra será pesado. Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos, por exemplo, entendem que a competição nacional deve começar ao menos uma semana depois do proposto. Os paulistas retomaram os treinos apenas essa semana. Os rubro-negros, por sua vez, já trabalham desde maio. Até que haja um desfecho do Carioca, a cúpula não avança no tema, mas as possibilidades estão sendo estudadas e debatidas diariamente.

"Se houver esse hiato, a gente ainda precisa saber o tamanho disso", disse Marcos Braz, vice-presidente de futebol.

No Sul, a pressão momentânea é pela retomada do Estadual. Grêmio e Inter já trabalham em seus centros de treinamento, mas há resistência. Eduardo Leite (PSDB), governador do Rio Grande do Sul, afirmou hoje que a volta do futebol continua sem ser prioridade no território gaúcho. O político citou aglomeração de torcedores para assistir aos jogos como um dos argumentos contrários à liberação para conclusão do Gaúcho.

A dupla segue sem liberação para treinar com bola e ainda aguarda as determinações dos entes governamentais. Pelo que está posto atualmente, o sinal verde será dado apenas em agosto, o que pode gerar uma disputa simultânea de torneios para a dupla Gre-Nal.

Atlético-MG e Cruzeiro, sobretudo o Galo, que está na Série A do Brasileiro, estão mais alinhados com os planos da CBF. Os mineiros já treinam desde maio e defendem a retomada do Mineiro no dia 26 de julho. O prefeito Alexandre Kalil, ex-mandatário atleticano, tem sido muito reticente quanto ao retorno.

Flamengo