PUBLICIDADE
Topo

Com camisa do Flamengo, Bolsonaro aprova jogo no Youtube e cutuca Globo

Presidentes de Vasco (Alexandre Campello) e Flamengo (Rodolfo Landim) com o presidente Jair Bolsonaro e um de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro - Reprodução/Instagram Flávio Bolsonaro
Presidentes de Vasco (Alexandre Campello) e Flamengo (Rodolfo Landim) com o presidente Jair Bolsonaro e um de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro Imagem: Reprodução/Instagram Flávio Bolsonaro

Do UOL, em São Paulo

02/07/2020 21h50

Após assinar a MP 984, que dá aos clubes mandantes a prerrogativa de negociarem os direitos de transmissão, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comemorou a transmissão do jogo Flamengo e Boa Vista, válido pelo Campeonato Carioca, por meio das redes sociais, e disse que o episódio colocaria fim a um monopólio, segundo ele.

"Uma televisão que tinha o monopólio e pagava R$ 500 mil, 600 mil para cada jogo. Parabéns ao Flamengo, parabéns ao presidente Bolsonaro que assinou a MP dando a liberdade para os times de futebol", disse ele, sorridente, sem citar a TV Globo nominalmente.

"Vai estourar, havendo concorrência e o time decidindo para quem vender. O time que estiver melhor vai vender mais caro. Não existe acomodação. Isso se chama negócio. O time que se acomoda, quando for mandante, vai cair o valor da venda. Isso é livre mercado, é maravilhoso. O futebol do Brasil está tendo uma alavancagem enorme por causa disso", completou Bolsonaro, que estava usando a camisa do rubro-negro por baixo.

A Medida Provisória 984 tem como principal ponto dar aos clubes a prerrogativa exclusiva de negociarem os direitos de transmissão das partidas das quais são mandantes. O texto da medida diz que "Pertence à entidade de prática desportiva mandante o direito de arena sobre o espetáculo desportivo, consistente na prerrogativa exclusiva de negociar, autorizar ou proibir a captação, a fixação, a emissão, a transmissão, a retransmissão ou a reprodução de imagens, por qualquer meio ou processo, do espetáculo desportivo".

A Globo detém os direitos de transmissão do campeonato Carioca —a emissora assinou contrato com onze clubes mais a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj); a exceção é o Flamengo, que não tem contrato vigente com a Globo para esta edição do Estadual.

Após disputa nos tribunais, o Flamengo finalmente recebeu a autorização da Justiça e transmitiu a partida contra o Boa Vista através do seu canal, o FlaTV, nas redes sociais. Ao todo, contando Facebook, Twitter, YouTube e Mycujoo, foram atingidos 2,2 milhões de espectadores simultâneos de pico, superando o Gre-Nal da Libertadores transmitido em março pelo Facebook.

Nesta quinta, a Globo anunciou a rescisão de contrato para a transmissão do Campeonato Carioca e criticou a "inércia" de clubes e da Ferj. A Federação, por sua vez, afirmou em nota oficial que foi surpreendida com a rescisão de contrato por parte da Globo e aconselhou os clubes signatários do contrato, que no momento e mesmo como mandantes, "não devem exercer o direito de transmitir suas partidas até posterior decisão".

Futebol