PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Barcelona gasta R$ 2,3 bilhões e ainda sofre para substituir Neymar

Desde a saída de Neymar, Suárez e Messi ainda procuram um "terceiro elemento" para o ataque - Manu Fernández/AP
Desde a saída de Neymar, Suárez e Messi ainda procuram um "terceiro elemento" para o ataque Imagem: Manu Fernández/AP

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

01/07/2020 12h00

Resumo da notícia

  • Desde a saída de Neymar, Barcelona ainda não encontrou um terceiro elemento para brilhar com Messi e Suárez.
  • Com Griezmann, Coutinho e Dembelé, Barça investiu R$ 2,3 bilhões, segundo a cotação ontem (30).
  • Reforço badalado e última grande aposta, Griezmann entrou apenas nos acréscimos no empate contra o Atlético de Madri
  • O técnico do Barça, Quique Setien, admitiu ter dificuldades para encaixar o francês na equipe com o argentino e o uruguaio.
  • Dos outros dois grandes investimentos, Coutinho foi emprestado para o Bayern, enquanto Dembelé está machucado.

Antoine Griezmann entra em campo nos acréscimos do segundo tempo no decisivo confronto diante do Atlético de Madri. O badalado reforço de 120 milhões de euros se tornou a última opção para o Barcelona tentar a vitória contra o adversário da capital e pressionar o Real Madrid na disputa pelo título de LaLiga. Esta situação apenas reflete o quanto o clube catalão ainda sofre para encontrar um novo parceiro para Messi e Suárez, um novo Neymar.

Desde que vendeu Neymar, em 2017, para o PSG por mais de R$ 1,3 bi de acordo com a cotação de ontem (30), o Barcelona investiu pesado para encontrar um novo parceiro para o argentino e o uruguaio. Foram três grandes investimentos, que totalizam a casa de R$ 2,4 bilhões e ainda estão longe de atingir o patamar do craque brasileiro com a camisa blaugrana.

Além dos mais de R$ 736 milhões de Griezmann, Philippe Coutinho (R$ 889 mi) e Ousmane Dembelé (R$ 767 mi) também chegaram como alternativas — cotação de terça-feira. Nenhum dos três, contudo, rendeu algo parecido a Neymar - o brasileiro, inclusive, já se encontra fora do Barça.

Griezmann é atualmente a única peça mais utilizada por Quique Setien, que manifestou ter dificuldade para encaixar o francês dentro do atual esquema de jogo e deixá-lo à vontade ao lado de Messi e Suárez. O treinador, que balança no cargo, admitiu o problema depois do empate por 2 a 2 contra o Atlético de Madri, ontem (30).

"Sempre tem que tratar de ter Suárez em campo, Leo [Messi] igual e não era fácil encontrar um lugar para ele [Griezmann] sem desestabilizar a equipe, tirando um meio-campista ou outra opção. É duro para um jogador do seu nível, mas as circunstâncias me obrigaram", declarou após o duelo.

Griezmann Barcelona - Quality Sport Images/Getty Images - Quality Sport Images/Getty Images
Antoine Griezmann entrou somente nos acréscimos diante do Atlético de Madri
Imagem: Quality Sport Images/Getty Images

Dembelé e Coutinho, outras opções para 'novo Neymar', possuem destino cada vez mais longe da Catalunha, por motivos diferentes. O francês acumulou problemas físicos - não joga desde novembro - e ainda exibiu problemas de comportamento extracampo, sendo até multado pela diretoria por atraso.

Coutinho, por outro lado, é considerado negociável pelo Barcelona, que busca recuperar parte do altíssimo investimento. Também lesionado no momento, o meia brasileiro está emprestado ao Bayern de Munique, que já vetou a possibilidade de exercer a preferência de compra para a próxima temporada.

Assim, os futuros de Coutinho e de Dembelé são exibidos pelo clube catalão como uma incógnita. Griezmann, ainda não embalou. Messi e Suárez, assim, ainda procuram um parceiro tão entrosado quanto Neymar, capaz de virar uma sigla da magnitude da famosa 'MSN'.

Barcelona