PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Roger vai a culto durante quarentena, causa polêmica na Ponte e se desculpa

PontePress/ÁlvaroJr
Imagem: PontePress/ÁlvaroJr

Do UOL, em Santos (SP)

30/06/2020 16h40

Resumo da notícia

  • Roger, da Ponte, compareceu a um culto em Campinas no domingo
  • Atitude do atacante em meio à pandemia não pegou muito bem...
  • Ponte disse que recomendação aos jogadores era de isolamento social
  • Roger pediu desculpas "às pessoas que se sentiram lesadas e feridas"

A semana começou com polêmica na Ponte Preta. A ida de Roger a um culto em Campinas no último domingo (28), em meio a recomendações de isolamento social, apresentou versões diferentes entre clube e atacante e rendeu notas oficiais de ambos nessa terça-feira (30), inclusive com o jogador se desculpando e alegando que 'não achou que haveria problema'.

Roger compareceu a uma igreja no domingo e postou uma foto nas redes sociais. À Bandeirantes, o jogador chegou a dizer que não recebeu nenhuma orientação para ficar em casa e que estava seguindo todos os protocolos de segurança em sua ida ao culto.

Roger, da Ponte Preta, vai a culto evangélico em meio à pandemia do novo Coronavírus - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

A Ponte Preta rebateu Roger e disse que, 'ao contrário do que informou o atacante, recomendou a todos os jogadores que pratiquem o isolamento social e evitem locais com concentração e evitem ao máximo possível a exposição externa'.

O caso de Roger requer ainda mais cuidado, uma vez que ele estava de quarentena por ter tido contato com um parente próximo que foi diagnosticado com Covid-19. O atacante, inclusive, já havia sido impedido de participar das atividades do time campineiro.

Hoje, a Ponte Preta divulgou os resultados de todos os testes de PCR realizados no último sábado (27) pelos atletas e integrantes da comissão técnica para detecção do coronavírus e determinou que, inicialmente, cinco atletas e o preparador de goleiros não se apresentarão na retomada de atividades marcada para o dia 1º de julho.

Entre os seis que ficarão afastados, três - incluindo Roger - terão que aguardar resultados de contraprovas que deram negativo, mas, por segurança, só serão liberados comum segundo resultado negativo.

Por 'precaução e zelo', a Ponte Preta informou que Roger ainda deverá realizar um terceiro PCR na sexta-feira por 'ter ido a ambiente fechado com possível exposição no final de semana'.

Nota da Ponte Preta:

A Diretoria Executiva da Ponte Preta informa que, ao contrário do que informou o atacante Roger, recomendou a todos os jogadores que pratiquem o isolamento social, evitem locais com concentração e evitem ao máximo possível a exposição externa. Em especial no caso de Roger, que está aguardando a contraprova do teste PCR e por isso está até o momento impedido de participar das atividades do time, foi recomendado que ficasse em casa, em quarentena. Roger e os demais atletas que aguardam a realização de exames adicionais não foram incluídos nos testes físicos planejados para esta semana nem para o reinício dos treinos, neste dia primeiro de julho.

Nota do atacante Roger:

Olá Nação Pontepretana.

Quero deixar aqui o meu pedido de desculpas para as pessoas que se sentiram lesadas e feridas de alguma forma. Não foi a minha intenção. Fui ao culto, após cem dias, em um local que está aberto a receber público pela prefeitura, com todas as normas necessárias, dentro da lei e achei que não haveria nenhum tipo de problema.

Realizei dois testes que deram negativo e me senti apto para poder fazer minha oração, em um local que me faz bem e tem me ajudado a me tornar um homem melhor. Longe de mim querer quebrar algum protocolo. Fica meu pedido de desculpas, furar quarentena e expor a Ponte, clube que amo e respeito, jamais foi minha intenção.

Tudo que tenho feito ao longo desse meu retorno mostra que não é essa minha intenção. Fica aqui meu esclarecimento. Reitero e reforço meu pedido de desculpas ao nosso departamento médico, em especial ao doutor Roberto Nishimura e ao doutor Felipe Abreu.

Sigo trabalhando firme, para estar com o grupo, para fazermos um final de Paulista maravilhoso e um grande Brasileiro. Também agradeço às pessoas que entraram em contato comigo, preocupadas com a minha saúde e com a saúde da minha família. Podem ficar tranquilos, está tudo bem. Tenho certeza que esse momento confuso que o mundo está enfrentando vai passar e vamos novamente poder nos abraçar e comemorar muito juntos. Abraço amigos.

Futebol