PUBLICIDADE
Topo

Grêmio vai usar dinheiro de Arthur na Juve para 'pagar contas' na pandemia

Oscar Del Pozo/AFP
Imagem: Oscar Del Pozo/AFP

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

30/06/2020 04h00

O dinheiro que o Grêmio vai ganhar pela transferência de Arthur, que trocou o Barcelona pela Juventus, já tem destino. O clube gaúcho pretende aportar os cerca de 2,5 milhões de euros (R$ 15,4 milhões na cotação atual) no fluxo de caixa para quitação de contas de curto prazo. Entre as rubricas a serem quitadas com o dinheiro está a folha salarial do elenco principal.

A estimativa é que o dinheiro seja repassado pela Juventus aos cofres gremistas até o início de agosto.

Os dirigentes do Grêmio são taxativos: os recursos do mecanismo de solidariedade da Fifa a serem recebidos pela transferência de Arthur não vão bancar contratações. Mesmo que orçamento do clube de Porto Alegre para a temporada não tivesse projetado entrada do dinheiro. Ou seja, em tese os valores são adicionais ao que foi planejado para 2020.

A pandemia do novo coronavírus, de certa forma, equilibra essa balança e faz o adicional se tornar principal.

O plano do Grêmio é usar o direito de clube formador de Arthur para manter salários em dia e continuar quitação de fornecedores, tanto do departamento de futebol como de outros setores vitais do clube.

Até agora, o clube assegura não ter atrasado pagamentos.

A diretoria fechou dois acordos com o elenco principal desde o início do avanço do vírus da Covid-19. No mais recente, chegou a consultar os jogadores sobre cortes e apresentou proposta de parcelamento em 24 vezes.

Futebol