PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Família real e personagens de animação aparecem em torcida na Inglaterra

Harry e Meghan Markle entre os torcedores de papelão, em jogo da segunda divisão do Campeonato Inglês - Laurence Griffiths/Getty Images
Harry e Meghan Markle entre os torcedores de papelão, em jogo da segunda divisão do Campeonato Inglês Imagem: Laurence Griffiths/Getty Images

Do UOL, em Porto Alegre

30/06/2020 16h09

Torcedores não podem ir aos estádios por causa da pandemia da covid-19, mas nem por isso jogos de futebol estão com as cadeiras vazias e sem animação. Na segunda divisão da Inglaterra, a família real, personagens de animação e pets, por exemplo, têm 'comparecido' para apoiar seus times.

Os torcedores estão esbanjando criatividade ao enviarem imagens para serem colocadas em armações de papelão nas cadeiras vazias durante os jogos.

O primeiro caso ocorreu no Leeds United. A foto do terrorista Osama Bin Laden esteve entre as imagens dos torcedores em Elland Road durante um jogo, mas o clube removeu essa armação de papelão posteriormente.

Na rodada passada, a rainha Elizabeth II vestiu as cores do Milwall e dividiu espaço com a imagem de aficionados comuns e até de um cachorro no estádio The Den, na partida contra o Swansea.

Aparentemente, boa parte da família real gosta de futebol, pois o príncipe Harry e a esposa Meghan Markle apareceram na casa do Nottingham Forest e acompanharam a vitória sobre o Huddersfield Town.

O casal estava poucas fileiras à frente de um gato, certamente representando ou acompanhando seu dono. Mais atrás, o apoio vinha de Buzz Lightyear, personagem da animação Toy Story. E, obviamente melhor escondido, apareceu 'Wally', do desenho 'Onde está Wally'.

Cada torcedor paga, em média, 25 libras (R$ 168 na cotação atual) para enviar uma imagem ao clube para ocupar as cadeiras dos estádios durante os jogos. A ideia era que os aficionados mandassem suas fotos, mas todo tipo de figura está apoiando o time da casa neste novo momento do futebol.

Futebol