PUBLICIDADE
Topo

Na Itália, Santos vai inaugurar 1ª escola de futebol na Europa em julho

Em vez de Meninos da Vila, a unidade vai levar a marca internacional Santos Academy - Divulgação
Em vez de Meninos da Vila, a unidade vai levar a marca internacional Santos Academy Imagem: Divulgação

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/06/2020 04h00

O Santos vai inaugurar sua primeira franquia de escola de futebol na Europa até o final de julho, em Milão, na Itália. Em vez de Meninos da Vila, a unidade vai levar a marca internacional Santos Academy, criada especialmente para uso no exterior.

A unidade italiana estava programada para abrir no início de março, mas a inauguração teve de ser adiada em razão da pandemia do coronavírus.

O ex-atacante Juary, que será o coordenador técnico da primeira escola de futebol do Peixe no velho contente, está em Milão desde fevereiro à espera da liberação para iniciar seu trabalho. Juary é um dos expoentes do time campeão paulista em 1978 pelo Santos e sua geração inspirou a criação da marca Meninos da Vila.

A administração da primeira escola licenciada do Santos na Europa será do empresário ítalo-brasileiro Dereck Rosa, do ramo imobiliário. "Fui criado na Itália e posso dizer que nenhum clube brasileiro é tão conhecido na Europa como o Santos", destaca o investidor.

O empresário assinou contrato com o Santos esta semana e se considera um "santista fanático". Além da escolinha de Milão, ele pretende inaugurar outras duas unidades na Europa até o fim do ano, uma em Portugal e outra na França, países em que o grupo Roser, que pertence ao investidor, tem exclusividade no acordo com o clube paulista.

Atualmente, o Santos conta com mais 20 escolinhas de futebol no exterior, 19 na China e uma na Coreia do Sul. Nos próximos meses, está prevista abertura da primeira unidade nos Estados Unidos, em Chicago, por meio do ex-atacante Nilton Batata, outro representante da geração de 78. No Brasil, já são 57.

O presidente do Santos, José Carlos Peres, está empolgado com o início das escolinhas do alvinegro praiano na Europa, já que fortalece ainda mais o nome do clube alvinegro no exterior, além do projeto ficar como um de seus legados em sua passagem pelo time da Vila Belmiro. Vale ressaltar que haverá eleições para a presidência do Peixe no fim deste ano.

"Isso gera negócios e intercâmbio para o clube. O Santos é muito conhecido por causa do auge que viveu nos anos 60 e precisa continuar marcando presença no exterior", explica o mandatário.

Futebol