PUBLICIDADE
Topo

Grêmio estipula multa rescisória de quase R$ 1 bilhão em 'próximo da fila'

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

27/06/2020 04h00

O Grêmio renovou contrato de Darlan até 2023 e estipulou multa rescisória de 150 milhões de euros (cerca de R$ 923 milhões na cotação atual). A cláusula alta se justifica por uma nova política do clube, que aumenta a proteção diante do mercado da bola, e também soa como valorização ao volante formado nas categorias de base gremista.

Aos 22 anos, Darlan está no grupo principal do Grêmio desde o ano passado.

Darlan é visto nos corredores do CT Presidente Luiz Carvalho como 'próximo da fila' de jovens a ganhar espaço no grupo principal. O treinador Renato Gaúcho aprecia o estilo de jogo do volante, de toque curto e intensidade.

A linha de produção recente do Grêmio revelou Arthur, em vias de ser anunciado pela Juventus, Jailson, atualmente no Fenerbahçe, e mais recentemente Matheus Henrique. Darlan tem semelhanças físicas com Arthur e Matheus Henrique, mas é tratado como outro tipo de jogador. Um volante com maior poder de marcação.

Pelo menos dois clubes brasileiros tentaram empréstimo de Darlan no primeiro semestre e ouviram negativa do Grêmio, a pedido da comissão técnica.

Darlan participou de quatro jogos do Grêmio em 2020. O clube gaúcho detém 50% dos direitos econômicos do jogador.

Futebol