PUBLICIDADE
Topo

Rodriguinho defende volta do futebol e diz que 'primeiro medo' passou

Rodriguinho em sua estreia pelo Bahia, contra o Confiança-SE, pela Copa do Nordeste - Felipe Oliveira / EC Bahia
Rodriguinho em sua estreia pelo Bahia, contra o Confiança-SE, pela Copa do Nordeste Imagem: Felipe Oliveira / EC Bahia

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/06/2020 14h14

Meio-campista do Bahia, Rodriguinho acredita que está na hora do futebol brasileiro retornar. Convidado do Os Donos da Bola de hoje, o jogador destacou os protocolos de segurança adotados pelo clube. Segundo ele, o medo de voltar aos treinamentos em meio à pandemia de coronavírus já passou.

"Antigamente, não era muito a favor da volta. Hoje, me sinto bem seguro em relação aos protocolos que estão sendo utilizados pelo clube. (...) A gente tem um protocolo bem certo lá, deixa todo mundo seguro para fazer o seu trabalho. Sabemos que o futebol é um esporte de contato, mas acho que toda a população, e os próprios clubes, já estão ansiosos para que possam voltar, pelo fato da economia estar bem complicada. Pelo que eu estou vendo o desenrolar das coisas, acho que está na hora do futebol voltar. Se todos os atletas concordarem e acharem viável a volta do futebol, acho que seria interessante", opinou o jogador.

Rodriguinho ainda destacou o "respeito" do Bahia na retomada das atividades e revelou que, num primeiro momento, um jogador cogitou não se reapresentar. Após a apresentação do protocolo, no entanto, todos voltaram aos treinamentos.

"No começo, alguns jogadores não se sentiram tranquilos para uma possível volta, principalmente quem tem filho pequeno em casa ou algum idoso, porque você não sabe o que o seu companheiro fez neste período de quarentena. O Bahia foi muito respeitoso conosco. Um atleta chegou a cogitar a possibilidade de não ir treinar por não se sentir seguro, mas logo que a gente começou a treinar, que vimos os protocolos, nos sentimos seguros para voltar. Tem sido muito bom até agora. Aquele primeiro medo já passou. Eu creio que o futebol tem condição de se reorganizar bem para que a gente tenha a segurança necessária para desenvolver o nosso trabalho da melhor forma possível", completou.

UOL Esporte vê TV