PUBLICIDADE
Topo

Por que tuíte de 8 anos atrás de lateral do Liverpool viraliza nos títulos

Tuíte antigo de Robertson virou tradição nos momentos pós-títulos do Liverpool -
Tuíte antigo de Robertson virou tradição nos momentos pós-títulos do Liverpool

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

26/06/2020 16h16

Classificação e Jogos

Aconteceu depois da final da Liga dos Campeões do ano passado. Repetiu-se após a confirmação do título da Premier League. Horas depois de o Liverpool quebrar um jejum de três décadas e se sagrar campeão inglês, um velho tuíte do lateral Andrew Robertson viralizou (de novo). A mensagem remete ao passado duro do hoje consagrado jogador da equipe de Jürgen Klopp e ganhou aspecto de tradição entre os torcedores do clube na internet.

Em 2012, quando ainda jogava pela terceira divisão escocesa, Robertson foi ao Twitter para desabafar. "A vida sem dinheiro é um lixo na minha idade #precisodeumtrabalho", escreveu o jogador que, aos 26 anos, não tem mais problemas financeiros por alcançar o mais alto nível do futebol mundial pelo Liverpool.

O tuíte voltou a ser compartilhado ontem (25), depois de o Chelsea vencer o Manchester City por 2 a 1 e assegurar a primeira Premier League da história do Liverpool. A lembrança foi a mesma recuperada por torcedores há um ano, quando o Liverpool conquistou a Liga dos Campeões em cima do Tottenham, com Robertson como um dos destaques.

A frustração de 2012 antecipou a ascensão do lateral esquerdo escocês, atualmente considerado um dos melhores da posição no futebol mundial. Do Queen's Park, clube que defendia na época de "seca", Robertson assinou em 2013 com o Dundee United, da primeira divisão do país.

As boas atuações com o Dundee na temporada 2013-2014 chamaram a atenção do Hull City, que decidiu investir quase 3 milhões de euros na época para levar o ala para a Inglaterra. Foram três temporadas até o Liverpool se convencer e pagar 8 mi de euros para incorporar Robertson ao elenco.

O escocês começou a temporada 2017-2018 como reserva. Porém, em dezembro, o então titular Alberto Moreno se machucou e abriu espaço para Robertson encaixar uma sequência de jogos. De substituto, não saiu mais do time de Klopp.

Robertson se tornou uma das peças fundamentais do esquema do treinador alemão no Liverpool. Organizador do jogo pela esquerda, espelhando Trent Alexander-Arnold pela direita, o escocês se sobressai na capacidade de dar assistências.

Na temporada passada da Premier League, Robertson deu 11 passes para gol e ficou em segundo no ranking do Liverpool, com apenas uma assistência a menos do que Alexander-Arnold.

Já em 2019-2020, ano da consagração do time na Inglaterra, o ala esquerdo colaborou com mais oito - Alexander-Arnold lidera o time com 12. Oito anos depois daquele tuíte, Robertson é parte da história que devolveu o Liverpool ao topo da Inglaterra após 30 anos de jejum.

Liverpool