PUBLICIDADE
Topo

Autuori sobre punição do TJD-RJ: 'pagar o preço por aquilo que acredito'

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

26/06/2020 18h07

O técnico Paulo Autuori se pronunciou, no fim da tarde de hoje (26), após ser punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) por críticas feitas à Federação de Futebol do Rio (Ferj) em entrevista ao "O Globo". O comandante do time do Botafogo garantiu não estar surpreso e ressaltou que está sendo punido por ter expressado aquilo que tem como convicção.

De acordo com decisão do Tribunal, Autuori está suspenso por 15 dias. A peça judicial, em caráter liminar, indica que o técnico estaria "ofendendo e denegrindo a imagem da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e do Presidente da entidade, Dr. Rubens Lopes da Costa Filho (sic-fls 2) sem qualquer fundamento".

"Sem surpresa e, por isso, tranquilo. Fui punido por ter expressado aquilo que tenho como convicção. Talvez, muita gente gostaria de expressar as mesmas ideias. Então, eu estou tranquilo em relação a isso. Prefiro me sacrificar que prejudicar a instituição a qual estou vinculado. Esse histórico do Botafogo que precisa ser respeitado de qualquer maneira, assim como todos os clubes. Não existe futebol, federação, confederação, se não existirem os clubes", disse.

O treinador assegurou que não gostaria que o Alvinegro recorresse da decisão e que tem de "pagar o preço por aquilo que acredita".

"Não gostaria que o Botafogo recorresse. É uma posição minha e tenho de pagar o preço por aquilo que acredito. Se olhar para o lado, não prevariquei, não estou errado. Estou ao lado daquilo que acontece no mundo do futebol, até aqui no Brasil. Não vi outras federações tomarem decisões açodadas para a volta".

Na entrevista ao "O Globo", Autuori revelou que chegou a pedir demissão e voltou atrás após conversa com a diretoria alvinegra. Além disso, fez duros apontamentos à Ferj.

"É uma federação que não tem ideias. O que eu acho é que é uma grande mamata ali. Um feudo. Não vejo absolutamente nada em termos de ideias", criticou.

Mais tarde, o Botafogo se pronunciou e afirmou que acionou o departamento jurídico para defender o treinador.

"O Botafogo de Futebol e Regatas foi notificado da decisão por parte do TJD-RJ, de suspensão preventiva ao técnico Paulo Autuori, e imediatamente acionou o seu Departamento Jurídico. Como postura institucional, o Clube não vai medir esforços para defender o seu treinador".

Botafogo