PUBLICIDADE
Topo

CBF projeta início do Brasileiro em fim de semana de 8 e 9 de agosto

Rogério Caboclo, presidente da CBF - Lucas Figueiredo / CBF
Rogério Caboclo, presidente da CBF Imagem: Lucas Figueiredo / CBF

José Eduardo Martins, Leo Burlá, Pedro Ivo Almeida, Ricardo Perrone e Rodrigo Mattos

Do UOL, em São Paulo

25/06/2020 19h54

Em reunião nesta noite (25) com dirigentes dos clubes das Séries A e B, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) informou que projeta o início do Brasileirão no fim de semana dos dias 8 (segunda divisão) e 9 de agosto (primeira divisão). A ideia é que a competição tenha início mesmo sem o término dos torneios estaduais.

Ainda de acordo com a projeção da entidade maior do futebol nacional, a competição se encerraria no início de fevereiro de 2021.

A informação foi confirmada por diversos dirigentes envolvidos no encontro. Ampla maioria se mostrou favorável à ideia da entidade. Apenas o Athletico contestou oficialmente a sugestão. Os clubes do estado de São Paulo foram contrários ao planejamento apresentado, mas acabaram não vendo outro caminho a não ser acatar a decisão. Por outro lado, Flamengo e Vasco se mostraram como os principais incentivadores da ideia de a competição iniciar o mais rápido possível.

Em nota divulgada no fim da noite, a CBF confirmou as informações do UOL. "O Campeonato Brasileiro da Série A poderá retornar no dia 9 de agosto, domingo. A Série B tem data prevista de recomeço para 8 de agosto", disse a confederação (confira a íntegra da nota ao final da reportagem).

A preocupação dos paulistas era de jogar o Estadual e o Brasileiro ao mesmo tempo, por isso pediram mais conversas sobre o dia específico de início do torneio, mas sinalizaram topar a competição na segunda quinzena de agosto, para ter ao menos mais uma semana de preparação.

Cautelosa, a confederação frisava a todo instante que se tratava de uma ideia e que tal projeção só poderá ser concretizada em caso de manutenção dos cenários previstos para os Estaduais - além, é claro, do acompanhamento da evolução da pandemia do novo coronavírus no país.

Paulistas preocupados

A decisão não agradou de imediato os clubes do estado de São Paulo, que pretendem retomar o Paulistão em agosto, 30 dias após o início dos treinamentos. Com o Brasileiro se iniciando logo no segundo final de semana do mês, eles projetam um cenário prejudicial em termos de ritmo de jogo.

Assim como Athletico, o Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos não concordar com a ideia da CBF de iniciar o torneio no dia 9, mas não foram atendidos. Agora, os clubes do estado querem que a Federação Paulista de Futebol resolva diretamente com a CBF quando e como será organizado o calendário para que não se tenha um conflito de datas e nem sequer se adiante o Paulistão.

Por causa da pandemia, cada estado tem regras diferentes para a liberação das atividades. O Atlético-MG, por exemplo, já treina apenas a parte tática há três semanas.

Confira a nota divulgada pela CBF:

"O Campeonato Brasileiro da Série A poderá retornar no dia 9 de agosto, domingo. A Série B tem data prevista de recomeço para 8 de agosto.
A decisão foi tomada na noite desta quinta-feira, em reunião convocada pela CBF junto com a Comissão Nacional de Clubes (CNC) com a participação dos 40 clubes disputantes duas séries.
As datas básicas e o cronograma de retorno foram propostos pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo, e apoiados pelos clubes.
O retorno do futebol depende da autorização das autoridades de saúde. Mas, dezenove dos vinte clubes da Série A se dispuseram a jogar fora das suas cidades, em última instância, caso até lá seus municípios não estejam liberados pelas autoridades de saúde a realizar jogos. Foi um sinal de apoio à realização da competição pela CBF."

Futebol