PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro move ação judicial contra o ex-presidente Wagner Pires de Sá

Wagner Pires de Sá foi presidente do Cruzeiro entre 2018 e 2019. Ele foi acionado pelo clube na justiça - © Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Wagner Pires de Sá foi presidente do Cruzeiro entre 2018 e 2019. Ele foi acionado pelo clube na justiça Imagem: © Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

25/06/2020 18h22

O Cruzeiro acionou o ex-presidente Wagner Pires de Sá na vara cível de justiça, de acordo com Sérgio Santos Rodrigues, atual mandatário do clube. Ele revela que o processo é referente aos excessos em cartões corporativos durante a gestão passada.

"A gente também não está de mãos atadas. Eu estava muito feliz em poder dar essa notícia logo para nossa torcida para mostrar e provar que não adianta só falar, temos que fazer. Não íamos permitir que essas pessoas passassem impunes. Descobrimos até um pouco mais. Com muita tristeza divulgamos que não foi só casa de entretenimento adulto em Portugal não, descobrimos também em Porto Alegre, que foi usado indevidamente o cartão corporativo do Cruzeiro, coincidentemente um dia antes do Cruzeiro jogar com o Internacional lá", afirmou em uma transmissão ao vivo.

"Isso tudo está anexado a um processo que corre em segredo de justiça e hoje, pela primeira vez, o Cruzeiro já ajuizou uma ação para o ressarcimento contra o ex-presidente do Cruzeiro que gastou indevidamente valores no cartão corporativo para fins que certamente não tem nada a ver com futebol", acrescentou.

Sérgio Santos Rodrigues promete ajuizar novas ações durante o seu mandato para tentar punições nas esferas cível e administrativa.

"Diante dos documentos que a gente tem, já nos foi permitido fazer essa ação. Vamos fazer outras em breve. Existe a punição criminal, a punição cível e a punição administrativa. Também acho que essas pessoas já estão mais que comprovadas e tem que ser expulsas do Cruzeiro Esporte Clube, elas não podem figurar aqui. Temos que apagar essas pessoas da memória do Cruzeiro", comentou.

"Torço muito para que a justiça seja feita, para que as liminares saiam, os bens sejam bloqueados e para que o Cruzeiro tenha em breve nos seus cofres todo dinheiro dele, dinheiro dele não, dinheiro seu, torcedor. Que esse dinheiro volte para os cofres do clube", concluiu.

Cruzeiro