PUBLICIDADE
Topo

Grêmio confirma acordo de parcelamento de 55% dos salários do elenco

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

24/06/2020 13h16

O Grêmio confirmou hoje novo acordo com grupo de jogadores para parcelar salários e direitos de imagem. Em nota oficial, o clube gaúcho afirmou que fez acerto para diferimento de 55% dos vencimentos do elenco referente aos meses de abril e setembro de 2020. O prazo de quitação é até o final de 2022.

Este é o segundo acordo do Grêmio com os atletas, que já haviam aceito parcelamento de imagem e luvas de março a junho.

O UOL Esporte havia informado sobre o parcelamento até o final de 2022. O acordo atual é relativo a 15% e se soma ao acerto anterior, assinado em março entre clube e elenco. O cálculo foi confirmado por Renato Gaúcho, em nota oficial divulgada via assessoria de imprensa.

"Em um primeiro momento, reduzimos 40% dos vencimentos. Passados alguns meses sem que fosse possível voltar à normalidade, voltamos a conversar e reduzimos mais 15%", afirmou o treinador no texto distribuído aos jornalistas.

Confira nota oficial do Grêmio

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense informa que acertou com os atletas o diferimento dos direitos de imagem e salários relativos a 55% da remuneração total dos meses de Abril a Setembro de 2020, a serem pagos de Janeiro de 2021 a Dezembro de 2022. O acordo foi conduzido pelo Presidente Romildo Bolzan Jr e contou com a plena cooperação e entendimento do grupo de atletas, comissão técnica e suas principais lideranças.

As partes entraram em consenso em um único encontro fruto da relação de franqueza e confiança mútua existente entre diretoria e atletas construída através de uma gestão sólida e com sustentabilidade econômico-financeira e, da performance desportiva obtida nos últimos anos. Além disso, essa construção contempla de comum acordo a preservação dos empregos de todos os colaboradores/funcionários do clube. O Grêmio reconhece a compreensão e a sensibilidade de todos os profissionais envolvidos nesse momento de crise financeira e da excepcionalidade vivenciada pela pandemia.

Confira nota oficial de Renato Gaúcho

Desde o início de todo esse processo de pandemia pelo qual passamos, nós, membros da comissão técnica, jogadores e diretoria do Grêmio, cientes do momento extremamente delicado no aspecto econômico, conversamos para chegar ao melhor entendimento para o clube e para os atletas. Em um primeiro momento, reduzimos 40% dos vencimentos. Passados alguns meses sem que fosse possível voltar à normalidade, voltamos a conversar e reduzimos mais 15%. Qualquer um que diga algo diferente disso está mentindo para a torcida do Grêmio. Tudo isso só foi possível por conta da relação e extrema confiança que existe entre o presidente Romildo Bolzan, a comissão técnica e os jogadores.

Futebol