PUBLICIDADE
Topo

Casagrande: 'No Brasil, estão tentando chutar a Constituição'

Casagrande, comentarista do Grupo Globo - Reprodução/TV Globo
Casagrande, comentarista do Grupo Globo Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/06/2020 23h08

Classificação e Jogos

Comentarista do Grupo Globo, Walter Casagrande Júnior afirmou que o Brasil vive uma crise de liderança. O ex-jogador ainda avaliou que a Constituição tem sido muito citada no país, o que, segundo ele, indica que ela não está sendo respeitada.

"Quando não tem liderança, nada que se decide você sabe se vai ser mantido ou não. Estamos em um momento de falta de liderança. (...) A Constituição não é para ser citada o tempo todo, ela é para ser respeitada. Quando se fala em Constituição a todo o momento, é porque estão tentando violá-la", declarou, em participação no programa Bem, Amigos!, do SporTV, hoje.

"É simples. É só respeitar a Constituição, que ninguém vai lembrar que ela existe. No Brasil, estão constantemente tentando chutar a Constituição. Estão chutando até em uma questão de contrato de transmissão", acrescentou.

Ao falar sobre transmissão, Casagrande se referiu à Medida Provisória 984, editada pelo presidente Jair Bolsonaro, que dá aos clubes mandantes a prerrogativa de negociarem seus direitos de transmissão. Há, entretanto, uma grande divergência no meio do futebol sobre a sua validade. Um grupo entende que ela produz efeitos imediatos. Outro entende que ela não afeta contratos assinados antes de sua edição. A Globo defende que a MP 984 não pode afetar os contratos já assinados.

Para Casão, Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, personifica atualmente a falta de liderança — e convicção — no Brasil.

"O prefeito do Rio de Janeiro não consegue decidir se vai ter futebol ou não. Passa para lá, para cá. Uma falta clara de liderança, de convicção", complementou.

UOL Esporte vê TV