PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Governo mantém aval para treinos físicos, mesmo com piora da pandemia no RS

Eduardo Leite alterou restrições da chamada bandeira vermelha e clubes serão liberados -  Agência Brasil
Eduardo Leite alterou restrições da chamada bandeira vermelha e clubes serão liberados Imagem: Agência Brasil

Do UOL, em Porto Alegre

22/06/2020 19h23Atualizada em 22/06/2020 20h17

Classificação e Jogos

Grêmio e Internacional poderão continuar com treinamentos físicos, mesmo após Porto Alegre entrar na chamada bandeira vermelha do sistema de distanciamento controlado do Governo do Rio Grande do Sul. De acordo com o protocolo, a capital tem alto risco de contágio para o novo coronavírus e a partir de terça-feira (23) terá maiores restrições no comércio.

A manutenção do aval para treinos foi informada pelo governador Eduardo Leite hoje, em transmissão pela internet, e se baseia na tese de que os clubes podem controlar melhor o vírus que demais atividades econômicas.

"O mesmo protocolo de funciona para academias, também funciona para clubes esportivos", disse Leite em referência ao trecho de decreto estadual que limita treinamentos individuais e com distanciamento entre os atletas.

A dupla Gre-Nal aguardava a posição oficial com ansiedade. No sábado, o Palácio Piratini anunciou as restrições e não detalhou a situação ligada aos treinamentos na Arena e Beira-Rio. Decreto municipal havia permitido, mas caso o governador tomasse outra medida os treinos deveriam ser suspensos.

A posição do Governo do Rio Grande do Sul também permite que Caxias e Juventude façam treinos físicos. Caxias do Sul entrou em bandeira vermelha no mesmo final de semana — ao lado de outras duas regiões e Porto Alegre.

Hoje, o Rio Grande do Sul chegou a 458 mortes pelo novo coronavírus. Nas últimas horas foram registrados 25 óbitos por Covid-19. O total de casos confirmados é de 19.710 pessoas, com 81% dos casos recuperados.

Futebol