PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians encerra chegada de 'medalhões' com Jô; entenda

Jô foi contratado pelo Corinthians e busca terceiro título brasileiro pelo clube alvinegro - Thiago Ribeiro/AGIF
Jô foi contratado pelo Corinthians e busca terceiro título brasileiro pelo clube alvinegro Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/06/2020 04h00

Apesar de a torcida sonhar com os retornos do meia Willian, do zagueiro Pablo, entre outros, o Corinthians não deve contratar mais "medalhões" no mercado da bola para esta temporada. Segundo apurou o UOL Esporte, o atacante Jô foi o último reforço considerado de impacto em 2020.

A diretoria corintiana acredita que nenhum outro reforço que cause holofotes na mídia será contratado após a chegada de Jô. A cúpula alvinegra, inclusive, só não fecha o ciclo de contratações até o fim do ano por conta dos reforços que são chamados de "oportunidades de mercado".

Quer assistir ao vivo a todos os jogos da LaLiga transmitidos pela ESPN! Experimente o UOL Esporte Clube!... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/06/18/real-madrid-x-valencia.htm?cmpid=copiaecola
Quer assistir ao vivo a todos os jogos da LaLiga transmitidos pela ESPN! Experimente o UOL Esporte Clube!... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/06/18/real-madrid-x-valencia.htm?cmpid=copiaecola

Esse grupo se enquadra em atletas que não estão na lista do técnico Tiago Nunes, mas surgem como boas opções no mercado da bola. O melhor exemplo é o volante Ederson, ex-Cruzeiro. Ele não estava na lista do treinador, mas apareceu como boa "oportunidade de mercado".

O próprio Jô não é considerado pela diretoria do Corinthians como um alto investimento. E o discurso ganhou mais força após a saída de Vagner Love.

Como revelou a coluna De Primeira nesta semana, Jô chega com salario equivalente ao de Love, que rescindiu contrato com o Timão recentemente.

Jô ganhará menos de R$ 600 mil mensais, somando salário e luvas (premiação pela assinatura contratual) diluídas no contrato. Love recebia no Timão R$ 520 mil mensais, valor que agora será destinado a Jô. O atacante campeão brasileiro em 2005 e 2017 pelo Corinthians ganhará menos que o teto salarial alvinegro.

Hoje, apenas três jogadores recebem mais do que R$ 600 mil no Alvinegro: Cássio, Fagner e Gil. O meia Luan, por exemplo, tem ordenado equivalente ao de Jô.

Futebol