PUBLICIDADE
Topo

SP autoriza que times passem por testes e exames antes da volta aos treinos

Do UOL, em São Paulo

19/06/2020 14h35Atualizada em 19/06/2020 17h32

Classificação e Jogos

O Governo de São Paulo autorizou que os jogadores dos clubes da Série A-1 do Campeonato Paulista sejam submetidos a exames e testes físicos - como os de pré-temporada - antes mesmo do retorno dos treinos, que está marcado para o dia 1º de julho. A informação foi anunciada hoje pelo chefe do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Carlos Carvalho, em entrevista coletiva.

De acordo com Carvalho, os testes foram um pedido dos clubes após reunião com a Federação Paulista de Futebol (FPF) e com representantes do Centro de Contingência do Coronavírus. Os exames, incluídos aqueles para diagnosticar o novo coronavírus, devem ocorrer ao longo da próxima semana.

"Eles [clubes e FPF] apresentaram um aprimoramento do protocolo que incluía uma solicitação para que, neste período entre 22 e 30 de junho, se iniciem os testes de pesquisa PCR para o vírus e pesquisa sorológica para caracterizar na população de todo o estafe que vier a ser participante dessa fase de treinamentos, para que essas pessoas pudessem ser testadas a partir de agora", disse Carvalho.

"Eles também apresentaram um projeto de individualização dos treinos, principalmente na parte de avaliação dos atletas. Esses atletas precisam ser avaliados, porque estão há cerca de 90 dias sem realizar preparo físico. Esses testes são fundamentais para que o departamento de fisiologia dos clubes faça o preparo, o condicionamento físico desses atletas. Os clubes vão se organizar nesse período para realizar os testes, avaliar os atletas, iniciar o preparo físico, para poder, a partir de 1º de julho, iniciar o treinamento", completou.

Anteontem, em comunicado oficial, a FPF se mostrou surpresa com a informação de que os treinos dos times da Série A-1 do Campeonato Paulista poderiam ser retomados apenas em 1º de julho.

"O anúncio, com o distante reinício das atividades, causou estranheza, já que o Protocolo de Retomada Gradual aos Treinos preza, em primeiro lugar, pela saúde de todos envolvidos", disse a entidade na nota. "Assim, os profissionais do futebol, que dependem de seu condicionamento físico para exercer suas atividades, seguem impedidos de trabalhar, sem que haja uma explicação plausível e científica."

Inicialmente, uma reunião virtual com representantes dos 16 times da primeira divisão estadual havia sido marcada para a tarde de ontem. No entanto, a discussão foi adiada, segundo a própria FPF, para que houvesse "tempo hábil de análise técnica do Protocolo de Segurança definido pelo Governo do Estado para a retomada dos treinamentos".

Hoje, segundo Carlos Carvalho, os clubes pediram e estão autorizados para realizar as avaliações individuais. "Neste momento, o que eles solicitaram — e obviamente pode ser feito, de maneira isolada, individualizada — é o exame de cada atleta, para saber sua condição. São os testes para saber se têm, não têm ou tiveram covid-19. Essa foi a autorização para os clubes profissionais da Série A-1", explicou.