PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Em 30 meses sem Jô, Corinthians foi às compras e tentou solução caseira

Jô comemora gol do Corinthians contra o Palmeiras na temporada 2017, em que ele fez 25 gols - Ale Cabral/AGIF
Jô comemora gol do Corinthians contra o Palmeiras na temporada 2017, em que ele fez 25 gols Imagem: Ale Cabral/AGIF

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

14/06/2020 04h00

Perto de contratar Jô para uma terceira passagem do atacante, o Corinthians tentou suprir a falta do artilheiro indo às compras no Mercado da Bola e tentando soluções caseiras dentro do próprio elenco. A melhor escolha no período foi Mauro Boselli, contratado no começo de 2019, único que segue no clube

Jô deixou o Corinthians no fim de 2017, dias depois de o time alvinegro erguer a taça do Campeonato Brasileiro, com o atacante no posto de artilheiro da competição. O acerto com o Nagoya Grampus, do Japão, deu início à busca por um substituto.

O Corinthians fez nove tentativas. Em um primeiro momento, de chances ao reserva de Jô na temporada 2017, o turco Kazim. No começo de 2018, contratou Júnior Dutra e Matheus Matias para o ataque. Na mesma temporada, trouxe Jonathas e Roger. O quarteto, porém, não teve vida longa no time de Parque São Jorge — apenas Matias, emprestado ao Oeste, ainda tem vínculo com o clube.

Em 2018, o Corinthians ainda viu uma prata da casa ganhar uma chance no ataque. Mas Carlinhos, artilheiro da Copa São Paulo 2017, não correspondeu às expectativas. Aos 23 anos, o atacante está emprestado ao Marcílio Dias, do Paraná.

No início da temporada passada, as apostas corintianas foram dois jogadores experientes. Primeiro, Boselli, que chegou com status de titular. Depois, Vagner Love, que voltou ao clube depois de três anos. Ambos tiveram a concorrência de Gustagol, destaque do Fortaleza na campanha vitoriosa do time cearense na Série B 2018.

Dos três, Boselli é o único que segue no Corinthians, com contrato até o fim do ano, mas que deve ser renovado. O argentino de 35 anos também foi o que apresentou melhor desempenho entre todos os atacantes que passaram pelo clube depois de 2017. Gustagol foi emprestado ao Inter no começo deste ano, enquanto Love rescindiu o contrato de forma amigável no último dia 5.

Corinthians