PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dani Olmo: espanhol "largou" Barcelona aos 16 e agora se destaca no Alemão

Dani Olmo, atacante do RB Leipzig, marcou duas vezes na vitória de ontem (12) sobre o Hoffenheim - Divulgação
Dani Olmo, atacante do RB Leipzig, marcou duas vezes na vitória de ontem (12) sobre o Hoffenheim Imagem: Divulgação

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

13/06/2020 04h00

Fora de casa, o RB Leipzig venceu o Hoffenheim por 2 a 0, ontem (12), pela abertura da 31ª rodada do Campeonato Alemão. Os dois gols foram marcados no intervalo de apenas dois minutos e pelo mesmo jogador: Dani Olmo.

O meia-atacante espanhol de 22 anos está no clube desde janeiro, contratado por 20 milhões de euros (cerca de R$ 90 milhões, na cotação da época) junto ao Dinamo Zagreb, da Croácia.

Ou seja, graças à paralisação do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus, ele teve pouco tempo para mostrar serviço: até agora são apenas nove jogos na Bundesliga, três gols e uma assistência.

Quer assistir ao vivo aos jogos do Campeonato Alemão? Assine o WatchESPN pelo UOL Esporte Clube!

Devagar, Dani Olmo se ajusta ao esquema tático de Julian Nagelsmann e mostra o potencial de um jovem que já foi campeão europeu sub-21 e convocado para a seleção principal da Espanha no ano passado.

E que hoje podia até ser jogador do Barcelona, mas não quis.

via GIPHY

Eu explico: nascido em Terrassa, na Catalunha, Dani começou a jogar futebol na base do Espanyol, mas aos 9 anos de idade se mudou para o Barcelona para ser formado na tradicional "La Masia". Porém, sete anos mais tarde, ao fim do contrato, decidiu não renovar e foi de graça para o Zagreb. Ele tinha 16 anos.

Dani Olmo e seu pai, Miquel Olmo — que é técnico de futebol regional na Espanha —, receberam um convite de Mirko Barisic, presidente do clube croata, para um projeto esportivo: terminar a formação do jovem meia-atacante com vivência profissional e um longo contrato e fazê-lo a venda mais cara da história da Croácia, mais do que os 25 milhões de euros de Marko Pjaca à Juventus ou os 21 milhões de Modric ao Tottenham.

Dani Olmo no Barcelona - Reprodução - Reprodução
Foram sete anos nas categorias de formação do Barcelona antes da mudança para a Croácia
Imagem: Reprodução

O garoto do Barça era a oportunidade perfeita: não estava entre os queridinhos da base, então não era uma preferência entre as renovações e também demoraria para ser integrado ao elenco profissional. Além disso, ele já tinha sete anos de formação no clube conhecido por ter a melhor base do mundo.

Dani pesou os fatores, notou que seu desenvolvimento na Espanha seria complicado e decidiu dar esse passo arriscado na carreira. Deu match.

Dani Olmo - Pixsell/Marko Lukuni - Pixsell/Marko Lukuni
Espanhol venceu sete títulos em cinco temporadas no futebol croata
Imagem: Pixsell/Marko Lukuni

Contratado pelo Dinamo Zagreb aos 16 anos, Dani Olmo começou a frequentar o time de cima após três meses: "De cara, eu estava treinando com atletas de Copa, como Eduardo [goleiro português], Leko e Vukojevic. Conviver a cada dia com eles aos 16 anos te ajuda a amadurecer. E desde pequeno eu sempre quis jogar futebol, sonhava em ser profissional. Neste momento da minha vida achamos que seria a melhor opção para ser o que eu queria ser. Acho que acertei."

A afirmação foi rápida e ele virou uma das estrelas do futebol local. Não se tornou a maior venda da história porque o Zagreb só tinha mais um ano e meio de contrato e decidiu negociá-lo. Mas por lá Dani Olmo conquistou quatro vezes o Campeonato Croata e três vezes a Copa da Croácia.

via GIPHY

"Não há outro clube em que, na minha idade, eu tenha tantas oportunidades quanto no Dinamo. Estou me desenvolvendo muito mais rápido do que em qualquer outro lugar, mesmo em La Masia", disse, certa vez.

Hoje destaque do RB Leipzig, ele prova que um pouco de ousadia não faz mal a ninguém.

Futebol