PUBLICIDADE
Topo

Times do Inglês terão "Vidas Negras Importam" na camisa, em protesto

Atletas do Arsenal em protesto ontem contra o racismo, ocorrido durante o treinamento da equipe - David Price/Arsenal FC via Getty Images
Atletas do Arsenal em protesto ontem contra o racismo, ocorrido durante o treinamento da equipe Imagem: David Price/Arsenal FC via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

11/06/2020 16h39

Classificação e Jogos

Após reunião ocorrida hoje entre os clubes do Campeonato Inglês, decidiu-se que as camisas dos jogadores não terão seus nomes inscritos nas costas, como é comum, mas sim a frase "Black Lives Matter" (Vidas Negras Importam), em protesto a morte de George Floyd, homem afro-americano morto pela polícia norte-americana. As informações são do jornalista David Ornstein, do site "The Athletic".

A medida é válida para a primeira rodada (30ª) do retorno da liga, mas não é a única em ato de protesto. Segundo David, a ideia é que na camisa dos atletas haja também símbolos do Movimento Vidas Negras Importam e do NHS, o sistema de saúde britânico, que tem tratado da pandemia de coronavírus no país.

Ainda que não em movimento oficial dos clubes, há uma movimentação entre os jogadores para que se ajoelhem durante o hino da Inglaterra no início das partidas. Esse tipo de protesto contra o racismo ganhou força após o jogador de futebol americano Colin Kaepernick manifestar-se assim em 2016. Desde então, ele está sem clube.

Nas últimas semanas, atletas do Campeonato Alemão protestaram durante as partidas contra o racismo estrutural. Já as equipes inglesas, como Arsenal e Chelsea, manifestaram-se durante treinamentos.

No exterior, atletas como Boateng, Sancho e Sterling se posicionaram sobre o assunto. No Brasil, Daniel Alves, Grafite, Bruno Henrique e Everton Ribeiro seguiram os mesmos passos.

A próxima rodada do Campeonato Inglês terá início no próximo dia 19 (sexta-feira), tendo confrontos como Tottenham x Manchester United e Everton x Liverpool.