PUBLICIDADE
Topo

Marcelinho brinca sobre defesa de Marcos em 2000, mas afirma: "É merecedor"

Marcos em ação na defesa que deu a vitória ao Palmeiras sobre o Corinthians na semifinal da Libertadores 2000 - Evelson de Freitas/Folhapress
Marcos em ação na defesa que deu a vitória ao Palmeiras sobre o Corinthians na semifinal da Libertadores 2000 Imagem: Evelson de Freitas/Folhapress

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

06/06/2020 04h00

O Palmeiras conseguiu eliminar o Corinthians pela segunda vez na Libertadores há exatos 20 anos. Como tinha acontecido em 1999, o duelo da semifinal da edição 2000 foi definido nos pênaltis. A disputa terminou com uma defesa história do goleiro Marcos em chute de Marcelinho.

Duas décadas depois do embate entre os ídolos de Palmeiras e Corinthians, respectivamente, Marcelinho fez elogios ao ex-goleiro pela defesa. O camisa 7 alvinegro naquela decisão, porém, ressaltou que Marcos se adiantou um pouco no momento do chute.

"Defendeu o pênalti do Pé de Anjo. A gente até brinca: 'Marcão não adiantou, não, foram só dois dia'. Mas ele fez uma defesa brilhante, tem que reconhecer a qualidade do adversário, não tem que ficar arrumando desculpa", disse Marcelinho em entrevista ao UOL Esporte.

"Ele usou dos recursos, lógico. Se não adianta um pouco, não tem como chegar. Adiantou e tudo, mas fez uma defesa espetacular" completou o corintiano, que viu Marcos pular no canto e espalmar a bola.

O UOL Esporte procurou o árbitro daquele jogo. Edílson Pereira de Carvalho reconheceu que o goleiro deixou a linha do gol antes de Marcelinho chutar a bola. "Adiantou, sim. Hoje daria para voltar. Antigamente ninguém tinha este hábito. E eu não seria o único a me aparecer num jogo deste tamanho", disse.

A reportagem entrou em contato com o estafe do ex-goleiro Marcos para que ele comentasse o assunto, mas não obteve resposta até o fechamento desse texto.

O confronto entre os rivais foi marcado por muita emoção naquela oportunidade. O Corinthians venceu o primeiro jogo por 4 a 3 e estava à frente no placar na partida de volta. Depois de fazer 2 a 1, porém, Alex e Galeano viraram para o Palmeiras.

Nos pênaltis, Ricardinho, Fábio Luciano, Edu e Índio, nessa ordem, marcaram para o Corinthians. Pelo Palmeiras, foram às redes Marcelo Ramos, Roque Júnior, Alex, Asprilla e Júnior. Na cobrança derradeira, Marcelinho desperdiçou o chute.

O Palmeiras, que era o atual campeão da Libertadores, avançou à final, mas perdeu o duelo com o Boca Juniors, depois de um 2 a 2 na Bombonera e um empate sem gols no Morumbi. Nos pênaltis, o time argentino venceu por 4 a 2. O Corinthians, por sua vez, conquistaria sua primeira Libertadores dali a 12 anos, diante do Boca.

Futebol