PUBLICIDADE
Topo

Veiga diz preferir concorrência maior a jogar fora de posição no Palmeiras

Raphael Veiga atuou como titular do Palmeiras no confronto diante do Guarani - Cesar Greco/Ag. palmeiras
Raphael Veiga atuou como titular do Palmeiras no confronto diante do Guarani Imagem: Cesar Greco/Ag. palmeiras

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/06/2020 22h49

O meia Raphael Veiga, do Palmeiras, declarou que não se importa de ter mais concorrentes por uma vaga no time titular, desde que brigue por um lugar onde se sente confortável em campo. O jogador chegou a ser testado por Luxemburgo no início do ano como atacante pela ponta, mas pediu ao treinador para voltar a atuar pelo meio.

"Joguei mais aberto no começo do ano. E acho que não é minha posição. Então, eu falei para o Luxemburgo que eu me sinto mais à vontade no meio. E ele entendeu. É o lugar onde me sinto mais confortável e, embora a concorrência seja grande, fico mais tranquilo em disputar a posição ali. E a concorrência faz todos crescerem", declarou em entrevista ao Troca de Passes, do SporTV, hoje.

Veiga admitiu que já recebeu propostas para deixar o Palmeiras. O meio-campista disse que escolheu continuar no clube por insistência dos treinadores com quem trabalhou. Segundo o meia, tanto Felipão quanto Luxemburgo o procuraram pedindo para que ele continuasse no time alviverde.

"Eu nunca neguei meu amor pelo Palmeiras. Quando eu acabei aquela boa temporada pelo Athletico Paranaense em 2018, eu me senti ainda mais motivado para repetir aquilo aqui no Palmeiras. Optei por voltar e tive apoio do Felipão e do Mattos. Hoje, a expectativa continua. Meu tempo não acabou aqui. Nunca neguei que outros times já me procuraram, mas optei para ficar. E no começo do ano, o Luxemburgo pediu para ficar. Tudo isso pesou, além da minha vontade em fazer história no clube", completou.

UOL Esporte vê TV