PUBLICIDADE
Topo

Torcedor cria museu "secreto" dedicado ao United com mais de 33 mil itens

Finlandês Jere Virtanen criou museu e bar com mais de 33 mil itens relacionados ao Manchester United - Acervo pessoal
Finlandês Jere Virtanen criou museu e bar com mais de 33 mil itens relacionados ao Manchester United Imagem: Acervo pessoal

Leandro Pinheiro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/06/2020 04h00

Mais de 1.800 quilômetros separam o Old Trafford da cidade de Helsinque, na Finlândia. Mas se você for torcedor do Manchester United, talvez este seja o destino perfeito. Isso porque o finlandês Jere Virtanen está prestes a inaugurar um museu e bar temático totalmente inspirado no clube inglês - o The Red Room (O Salão Vermelho, em tradução para o português).

O nome, assim como toda a decoração, remete ao time de Manchester. Camisas de ex-jogadores, cachecóis e até dois assentos que pertenceram ao banco de reservas no Old Trafford. Tudo isso e muito mais faz parte da memorabilia vermelha do finlandês. O curioso é que o local será uma espécie de museu "secreto" inspirado no clube inglês.

"Coleciono itens do Manchester United há 20 anos. Isso começou a encher o meu apartamento, a casa dos meus pais e meu escritório. Além disso, tudo estava guardado em caixas e pensei que precisava encontrar um lugar para eles", contou Jere Virtanen ao UOL Esporte. "Não revelo o local exato, pois quero que ele [o endereço] seja desconhecido do público."

O espaço será dedicado a eventos privados. Ao todo, o salão de 210 metros quadrados no centro da capital da Finlândia guarda nada menos que 33 mil itens que remetem aos Diabos Vermelhos. E contando...

"Coisas novas chegam quase toda semana, porque estou sempre participando de leilões", acrescentou o torcedor.

A obsessão de Jere Virtanen pelo Manchester United começou cedo. Ele se lembra que aos 5 anos já guardava "itens aleatórios" do clube inglês. A primeira camisa que teve foi a de David Beckham e que, por ironia do destino, não estará entre as milhares de recordações do museu. "Ela foi roubada de mim no colégio", lembrou.

Museu dedicado ao United - Acervo pessoal - Acervo pessoal
Imagem: Acervo pessoal

No entanto, outras peças igualmente especiais estarão presentes no Salão Vermelho. No meio da coleção, os visitantes poderão encontrar camisas usadas por Cristiano Ronaldo e outros ídolos, como Sir Bobby Charlton e Roy Keane. Haverá, inclusive, áreas exclusivas para os jogadores que Virtanen mais gosta — George Best é o seu preferido — e também para lembrar o desastre aéreo de Munique que deixou 23 mortos em 1958, incluindo oito jogadores, três membros da comissão técnica e um torcedor do Manchester United.

Até mesmo itens que pertenceram aos brasileiros Fred, Anderson, Kleberson e os gêmeos Fábio e Rafael Pereira fazem parte da coleção.

"Nada escapa de mim", brincou Jere, que ao longo dos anos disse ter contado com ajuda da "família United" para aumentar a extensa lista de recordações.

"É claro que com dinheiro você pode comprar quase tudo, mas como não sou rico, preciso estar no lugar certo, na hora certa. Acho que o contato contínuo com a família United é algo com que mais gastei meu tempo. Todos são como uma segunda família para mim e com a ajuda deles consegui coisas realmente especiais. Tudo se resume às pessoas", disse.

Museu dedicado ao United - Acervo pessoal - Acervo pessoal
Imagem: Acervo pessoal

Vivendo na Finlândia, Jere tenta assistir a jogos do Manchester United presencialmente de três a seis vezes por temporada. O finlandês também se junta a outros torcedores em eventos que são dedicados aos fãs ao redor do mundo. Aos 35 anos, ele concilia a paixão pelo United com a rotina em sua empresa de monitoramento de mídias sociais, a Gofamer.

Inicialmente, o The Red Room estava previsto para ser inaugurado em março, mas o evento foi adiado por conta da pandemia do coronavírus. Para a abertura, Jere já garantiu a presença de ex-jogadores como Ben Thornley, Bryan Robson e Lee Martin. A proposta é que o museu e bar recebam eventos para grupos limitados de pessoas.

"Já vendemos algumas centenas de ingressos para o Legends Night em Helsinque antes de adiarmos e, após mais publicidade, acho que venderemos muito mais. Já arranjei muitas coisas extras para acontecer, então, será algo realmente especial. Suponho que possamos receber de 400 a 500 pessoas", explicou Jere. "O evento será privado, pois não posso levar tantas pessoas para lá. Será somente para convidados."

United tem torcedores espalhados pelo mundo

A presença de um museu dedicado ao Manchester United na Finlândia pode parecer estranho. Mas nem tanto. O clube inglês é um dos que mais possui torcedores espalhados ao redor do mundo. Estima-se que são mais de 650 milhões de adeptos dos Diabos Vermelhos em diversos países.

"O clube não pertence a nós em Manchester", explicou Jason Leach, historiador do United e que trabalha no museu do Old Trafford, em uma entrevista à CNN.

"Nós somos provavelmente o primeiro clube a ter uma base de torcedores espalhados pelo mundo. Isso se deve à história e aos jogadores que jogaram por nós, muito além da Premier League."

O museu do Manchester United em Old Trafford recebe milhares de visitas por ano e está entre os inúmeros destinos dos apaixonados por futebol.

Manchester United