PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro: "Atuação do Brasil no 7 a 1 foi uma humilhação, o fundo do poço"

Do UOL, em São Paulo

04/06/2020 04h00

Um apagão. Foi assim que o treinador técnico Luiz Felipe Scolari e muitos definiram a forma como o Brasil foi derrotado de forma vexatória para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo de 2014, quando perdeu por 7 a 1 em pleno Mineirão. Mas para Mauro Cezar Pereira, o resultado não foi exatamente um lapso, mas o resultado de uma série de erros.

No podcast Posse de Bola #35, Mauro aponta a maior derrota sofrida pela seleção brasileira em um Mundial como um trabalho autoral de Felipão e de Carlos Alberto Parreira, que também integrou a comissão técnica, curiosamente, os dois últimos campeões mundiais no comando do Brasil, em 2002 e 1994, respectivamente.

"Numa semifinal de Copa do Mundo em casa, aquilo é uma humilhação, aquilo é um escárnio, aquilo é o fundo do poço e mais um pouco, uma coisa pavorosa. E por que tem que se ver? Para justamente as pessoas terem uma noção, terem uma noção de que ponto chegou o futebol brasileiro", afirma Mauro Cezar (disponível no vídeo acima a partir de 45:33).

"Aquilo ali tem as digitais de Parreira e Scolari, é autoral aquele trabalho. Felipão e Parreira, os dois campeões do mundo que renasceram para a seleção para protagonizar aquilo ali, aquela coisa medonha, os jogadores mal treinados, reunidos como um bando dentro do campo", completa o jornalista.

Mauro aponta o jogo entre Brasil e Alemanha como um resumo do quanto que o futebol brasileiro andou para trás nos últimos anos e lamenta que a reprise feita pelo SporTV, no último domingo (31), não tenha sido em TV aberta, para que mais pessoas pudessem ver e analisar de forma crítica.

"O mau futebol praticado, a falta de ideias, isso tudo está embutido em 90 minutos ali nem em 90; Só nos 45 minutos iniciais você já vê ali, está tudo ali escancarado, uma vergonha. Mas, infelizmente, assim, é colocado na TV fechada, aí narra de novo o jogo, quer dizer, perde-se muito. Mas também ninguém está muito preocupado com isso não, a preocupação do brasileiro sempre é, ao invés de olhar para os seus próprios problemas e tentar corrigi-los, é sempre considerar como o bam bam bam", finaliza.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol