PUBLICIDADE
Topo

Em discordância, Sergio Ramos falta a reunião com governo sobre retorno

Sergio Ramos durante Real Madrid x Celta de Vigo  - Sergio Perez/Reuters
Sergio Ramos durante Real Madrid x Celta de Vigo Imagem: Sergio Perez/Reuters

Do UOL, em São Paulo

03/06/2020 09h09

Classificação e Jogos

Sergio Ramos não aceitou o convite do governo da Espanha para uma reunião sobre diretrizes para o retorno do futebol após a paralisação devido à pandemia do coronavírus. O motivo seria uma insatisfação com a forma que as autoridades do país conduziram o assunto e as negociações nos últimos dois meses.

De acordo com o programa El Larguero, da Cadena SER, o zagueiro e capitão do Real Madrid "não queria aparecer naquela foto" da reunião, realizada virtualmente, e que contou com a presença dos jogadores Dani Carvajal (Real Madrid), Gerard Piqué (Barcelona), Koke Resurrección (Atlético de Madri) e Asier Illarramendi (Real Sociedad). Convidado, Messi também não participou alegando razões pessoais.

A reunião com Salvador Illa (ministro da Saúde), Fernando Simón (coordenador do Centro de Emergência do ministério) e Irene Lozano (secretária de Estado do Esporte) tinha como objetivo ouvir dos jogadores como eles estão encarando a volta após a pausa nos torneios e discutir medidas que poderiam ser implementadas para um retorno em melhores condições.

Segundo o programa, os jogadores se mostraram preocupados com a definição de quando os torcedores poderão retornar aos estádios. Para Irene, o assunto tem que ser bem avaliado para que esforços anteriores não tenham sido em vão. "É impossível liberar torcedores nos primeiros dias. Temos que ser pacientes", afirmou a secretária.

Illa agradeceu o "comportamento exemplar" dos jogadores durante a pandemia e classificou como "marco" a volta do Campeonato Espanhol na semana que vem.

Futebol