PUBLICIDADE
Topo

Polícia investigará Cazares, do Atlético-MG, por crime contra saúde pública

Juan Cazares, do Atlético-MG, é investigado pela Polícia Civil por festa em meio à pandemia do novo coronavírus - Pedro Souza / Atlético-MG / Divulgação
Juan Cazares, do Atlético-MG, é investigado pela Polícia Civil por festa em meio à pandemia do novo coronavírus Imagem: Pedro Souza / Atlético-MG / Divulgação

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

03/06/2020 04h00

Resumo da notícia

  • A Polícia Civil vai abrir um inquérito sobre Juan Cazares por suposto crime contra a saúde pública
  • Diagnosticado com Covid-19, o meia-atacante organizou festas em sua residência em um condomínio de Lagoa Santa
  • Flávio Rabello Teymeny, delegado da Polícia Civil, confirma o início das investigações
  • "O jogador foi testado positivo para o novo coronavírus. Há algumas tipificações do crime contra a saúde pública", disse ao UOL

A Polícia Civil de Minas Gerais vai abrir um inquérito sobre o equatoriano Juan Cazares, meia-atacante do Atlético-MG, por suposto crime contra a saúde pública. Diagnosticado com Covid-19, o meia-atacante organizou festas em sua residência em um condomínio de Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte, em meio à pandemia do novo coronavírus.

O delegado Flávio Rabello Teymeny confirma o início das investigações por parte da instituição: "As informações que nós tivemos foram hoje [ontem]. A gente realmente vai apurar, vai entrar em contato com o condomínio, descobrir os dias que aconteceram as festas. Tem um decreto vigente da Prefeitura [de Belo Horizonte] que proíbe essas festas. Há a sanção administrativa. Ele chegou a ser multado", disse ao UOL Esporte.

"Na seara criminal, existem os crimes contra a saúde pública. O jogador foi testado positivo para o novo coronavírus. Há algumas tipificações do crime contra a saúde pública", acrescentou.

O jogador pode ser tipificado no artigo 268 do Código Penal, que fala sobre "infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa". Cazares pode ser detido de um mês a um ano e receber multa em caso de condenação.

"Pelo que estamos vendo, ele se enquadraria no artigo 268 do Código Penal. Então, assim, a gente vai verificar. Vai ser instaurado sim um procedimento investigativo criminal para verificar a conduta dele para saber se será uma conduta penal ou não", comentou.

"Esse artigo 268, se realmente for só ele, às vezes, ele pode ser tipificado em outro artigo, mas somente esse artigo prevê pena de um mês a um ano, além de uma multa, sem prejuízo da multa administrativa que já foi aplicada", completou.

A informação sobre as confraternizações realizadas pelo equatoriano foi divulgada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte com as autoridades do município. Foram ao menos quatro festas em meio à quarentena para evitar a propagação do novo coronavírus.

Cazares foi diagnosticado com a doença após se submeter a exames médicos na última sexta-feira (29). O resultado da avaliação foi divulgado pelo Atlético-MG na noite do último domingo (31).

Atlético-MG