PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Jadson contrariou pai em volta ao Corinthians e acabou campeão com Carille

Jadson conversa com Fabio Carille, durante jogo do Corinthians pela Libertadores de 2018 - Gabriel Aponte/Getty Images
Jadson conversa com Fabio Carille, durante jogo do Corinthians pela Libertadores de 2018 Imagem: Gabriel Aponte/Getty Images

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

02/06/2020 04h00

Se dependesse do pai, Jadson não teria tido uma segunda passagem pelo Corinthians. O meia estava no Tianjin Quanjian, da China, quando recebeu uma ligação de Fábio Carille pedindo para que voltasse. Após uma temporada irregular em 2016, o clube paulista tentava se reestruturar para a nova temporada.

Leia mais: Jadson vê falta de respeito na saída do Corinthians e se diz motivado para provar que ainda joga em alto nível

"Meu pai achava que o time poderia não estar muito legal, que seria melhor fechar com outra equipe. Eu falei para ele: 'pai, o negócio é o seguinte, eu quero voltar pra lá, acho que vai dar certo. Vamos ver'", contou ao UOL Esporte.

E Jadson estava certo. Fábio Carille foi efetivado como treinador, e o Corinthians deslanchou. A "quarta força" do Paulistão terminou campeã estadual. Meses depois, ainda levantaria a taça do Brasileirão após terminar o primeiro turno invicta.

"Esse negócio de quarta força mexeu um pouco com o brio de cada um. A gente foi para cima e terminou campeão", comentou o meia.

"O Carille é um cara especial na minha vida. Ele me ligou e disse: 'Jadson, eu quero você aqui. Estou precisando que você volte. Você vai entrar, vai se encaixar no meu jogo'. Ele é um cara sensacional, ouvia bastante os jogadores, dava espaço para todo mundo falar".

Corinthians