PUBLICIDADE
Topo

Por onde andam jogadores do Fluminense campeões brasileiro em 2012

Elenco do Fluminense, campeão do Brasileirão 2012, posa antes da partida contra o Cruzeiro, no Engenhão - Marcelo de Jesus/UOL
Elenco do Fluminense, campeão do Brasileirão 2012, posa antes da partida contra o Cruzeiro, no Engenhão Imagem: Marcelo de Jesus/UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

31/05/2020 04h00

Neste domingo (31), a Rede Globo transmitirá a reprise do tetracampeonato brasileiro do Fluminense, conquistado com três rodadas de antecedência ao bater o Palmeiras, em Presidente Prudente, no Prudentão. Fred foi o principal nome do título ao ser artilheiro da competição, com direito a dois gols na 'final', e está próximo de retornar ao clube.

Mas por onde andam os companheiros do camisa 9? A maioria deixou o Fluminense ou se aposentou. Alguns ainda tentam a volta por cima na carreira. O UOL Esporte conta o paradeiro dos principais jogadores daquele elenco.

Diego Cavalieri

Foi dispensado do Fluminense, em dezembro de 2017, por mensagem no celular. A situação que gerou grande polêmica e problemas judiciais ao Tricolor. Em março de 2018, foi para o Crystal Palace (ING), mas nem chegou a estrear. Atualmente, com 37 anos, está no Botafogo, onde encontrou papel importante na reserva de Gatito Fernández, frequentemente convocado para seleção paraguaia.

Diego Cavalieri, então goleiro do Fluminense, em ação durante partida em 2017 - Jeferson Guareze - Jeferson Guareze
Imagem: Jeferson Guareze

Bruno

Atualmente sem clube, o lateral direito teve boa passagem pelo São Paulo após deixar o Fluminense no fim de 2014. Bruno ainda passou por Bahia e Internacional, clube que defendeu até fim de 2019.

18.set.2013 - Bruno comemora depois de marcar para o Fluminense na partida contra o Criciúma pelo Brasileirão - EDUARDO VALENTE/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO - EDUARDO VALENTE/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: EDUARDO VALENTE/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

Gum

Ídolo do Fluminense, defendeu o clube até o fim de 2018. Com a idade, aceitou redução salarial para seguir no clube, mas depois não aceitou novo acordo e deixou o Tricolor. Defendeu a Chapecoense, mas viu o time ser rebaixado. Na atual temporada, com 34 anos, chegou a ser anunciado pelo Criciúma, mas optou pelo CRB.

Gum comemora gol do Fluminense sobre o Nacional-URU - Leo Correa/AP - Leo Correa/AP
Imagem: Leo Correa/AP

Leandro Euzébio

Desde que deixou o Fluminense, em 2014, jamais conseguiu espaço em time grande. Passou a defender vários pequenos até 2018, quando deixou a Cabofriense. Com 38 anos está sem clube, mas diz que ainda não está aposentado.

4.jun.2014 - Afastado pela diretoria, Leandro Euzébio treinou com o Fluminense nas Laranjeiras - Fernando Cazaes/Photocamera - Fernando Cazaes/Photocamera
Imagem: Fernando Cazaes/Photocamera

Anderson

Com a lesão de Leandro Euzébio, Anderson foi titular durante vários jogos da vitoriosa campanha do time de Abel Braga. Atualmente com 37 anos, defende o Olaria.

O zagueiro Anderson, do Fluminense, corre durante treino; Gum ao fundo - Nelson Perez/Fluminense FC - Nelson Perez/Fluminense FC
Imagem: Nelson Perez/Fluminense FC

Carlinhos

Revelado pelo Santos, Carlinhos viveu seu melhor momento com a camisa do Fluminense. Após deixar o clube, em 2014, o lateral esquerdo não conseguiu repetir o bom desempenho no São Paulo e Internacional. Ainda passou pelo Paysandu e CSA e atualmente com 33 anos está sem clube.

04 out. 2014 - Lateral Carlinhos participa de treinamento do Fluminense - Fernando Cazaes/Photocamera - Fernando Cazaes/Photocamera
Imagem: Fernando Cazaes/Photocamera

Edinho

Chegou com pompas às Laranjeiras após uma das grandes negociações do futebol Brasileiro. Chegou a ser contestado pela torcida, mas teve importância na conquista. Após deixar o Flu, passou por Grêmio, Coritiba, CSA, Ceará e Vila Nova. Com 37 anos, está sem clube.

Edinho, volante do Fluminense, carrega a bola na partida contra o Flamengo - Fernando Cazaes/Photocamera - Fernando Cazaes/Photocamera
Imagem: Fernando Cazaes/Photocamera

Jean

Polivalente, Jean teve papel importante na conquista do título brasileiro. Ficou no clube até janeiro de 2016, quando foi para o Palmeiras e faturou mais um troféu. Com 33 anos, foi emprestado ao Cruzeiro após ficar sem espaço no clube paulista.

12.jan.2015 - O volante Jean participa da pré-temporada do Fluminense em Orlando, nos Estados Unidos - BRUNO HADDAD/FLUMINENSE F.C. - BRUNO HADDAD/FLUMINENSE F.C.
Imagem: BRUNO HADDAD/FLUMINENSE F.C.

Valência

Após conquistar o título de 2010, teve que lidar com muitas lesões em 2012. Voltou na reta final do Brasileiro e deu sua contribuição. Se aposentou em 2018 após passagem pelo Atlético Nacional-COL.

O volante colombiano Valencia treina com bola com o Fluminense em Atibaia-SP - NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C. - NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
Imagem: NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.

Deco

Um dos grandes nomes do time, Deco foi peça fundamental no tetracampeonato. Comandou o meio de campo ao lado de Thiago Neves com muita classe. Se aposentou pelo Tricolor em 2013 e virou empresário de atletas. Atualmente tem 42 anos.

Deco treinando pelo Fluminense nas Laranjeiras - Wallace Teixeira/ Photocamera - Wallace Teixeira/ Photocamera
Imagem: Wallace Teixeira/ Photocamera

Thiago Neves

Foi com esse título que escreveu de vez seu nome na história do Fluminense. Ao lado de Fred um dos grandes nomes da conquista do tetracampeonato. Acabou criando polêmica ao ser negociado com o Flamengo, mas recuperou status com nova passagem. Com 35 anos, está no Grêmio após ser rebaixado com o Cruzeiro.

Thiago Neves comemora um dos gols marcados pelo Fluminense na final da Libertadores de 2008 contra a LDU - REUTERS/Bruno Domingos - REUTERS/Bruno Domingos
Imagem: REUTERS/Bruno Domingos

Wagner

Wagner teve uma de suas melhores temporadas na carreira em 2012, sua primeira pelo Fluminense. Foram 47 jogos naquele ano e um papel importante na rotação do elenco. Atualmente com 35 anos, está no Al-Khor, do Qatar.

7.mar.2015 - Wagner participa de treino do Fluminense nas Laranjeiras - Bruno Haddad/Fluminense FC - Bruno Haddad/Fluminense FC
Imagem: Bruno Haddad/Fluminense FC

Wellington Nem

Cria de Xerém, viveu o grande ano da sua carreira após voltar de empréstimo do Figueirense, em 2011. Vendido ao Shakhtar Donetsk, voltou ao Tricolor em 2019, mas não teve sucesso. Em 2020, voltou para o time da Ucrânia.

Goleiro Felipe, do Flamengo, faz defesa e atacante tricolor Wellington Nem lamenta chance desperdiçada no clásico Fla-Flu - Ricardo Ayres/Photocamera - Ricardo Ayres/Photocamera
Imagem: Ricardo Ayres/Photocamera

Rafael Sóbis

Mesmo sem ser titular, Rafael Sóbis teve papel importante no Fluminense no tetracampeonato. Em dezembro de 2014, acabou indo para o Tigres, do México. Depois, passou por Cruzeiro e Internacional. Com 34 anos, está no Ceará.

12.jun.2013 - Rafael Sobis comemora gol do Fluminense contra a Portuguesa - Reinaldo Canato/UOL - Reinaldo Canato/UOL
Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Fred

Um dos maiores ídolos da história do Fluminense, Fred está muito próximo de iniciar sal segunda passagem pelo clube. Ele passou por Atlético-MG e Cruzeiro, com quem foi rebaixado. Amigo do presidente Mario Bittencourt, o camisa 9, com 36 anos, aguarda questões burocráticas para voltar ao Tricolor.

Fred comemora após marcar o primeiro gol do Fluminense contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro - Nelson Perez/Fluminense FC - Nelson Perez/Fluminense FC
Imagem: Nelson Perez/Fluminense FC

Abel Braga

O comandante do tetracampeonato não resistiu a alguns resultados ruins e foi demitido em 2013. Teve outra passagem pelo clube em 2017, mas encontrou o clube em situação diferente da que havia vivido em 2012. Acumulou passagens polêmicas por Flamengo e Vasco e hoje está sem clube.

Abel Braga, técnico do Fluminense, reclama com a arbitragem durante o jogo contra o Santos - Dhavid Normando/Photocamera - Dhavid Normando/Photocamera
Imagem: Dhavid Normando/Photocamera

Fluminense