PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Amaral diz que se arrepende de deixar Besiktas por desavença com técnico

Amaral participa do Futebol na Veia dentro do carro - Reprodução/ESPN Brasil
Amaral participa do Futebol na Veia dentro do carro Imagem: Reprodução/ESPN Brasil

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/05/2020 18h45

Em entrevista ao Futebol na Veia, da ESPN Brasil, hoje, Amaral recordou sua breve passagem pelo Besiktas da Turquia. O ex-jogador contou deixou o clube por problemas de relacionamento com o treinador romeno Mircea Lucescu, mas disse se arrepender de não ter ficado mais tempo no time.

"Nunca ganhei salários muito altos, mas no Besiktas eu ganhava 40 mil dólares e eles pagavam em dinheiro. O Lucescu não gostava de mim, e eu acabei saindo do time, até porque ainda bastante mercado na época. Olhando para trás, eu penso que eu poderia ter aguentado um pouco mais e continuado no time. A torcida gostava de mim", declarou Amaral, que respondeu às perguntas de William Tavares, Fábio Luciano e Jorge Nicola dentro de seu carro.

O ex-jogador acredita que o problema com o treinador pode ser explicado pelo momento de sua chegada, um pouco depois do restante do elenco.

"Quando a Fiorentina faliu, eu fiquei livre no mercado e recebi a proposta do Besiktas. Achei que seria uma boa oportunidade, mas cheguei um pouco depois do restante do grupo e o treinador não estava contando comigo. Ele queria um outro jogador. Então ele não gostava. Uma vez, me tirou aos quinze minutos de jogo e eu estava jogando bem", complementou.

Apesar dos problemas com o treinador e dos poucos minutos em campo, Amaral fez parte do elenco que conquistou o título turco da temporada 2002-03.

Amaral teve passagens de sucesso por Palmeiras, Corinthians, Vasco e Fiorentina, conquistando quatro títulos brasileiros (1993, 1994, 1998 e 2000) e uma Copa da Itália (2000-01).

UOL Esporte vê TV