PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Conselho de medicina cobra explicação de médico do Fla por volta de treinos

Chefe médico do Flamengo, Márcio Tannure (e) acompanhou a diretoria do clube em Brasília em encontro com Jair Bolsonaro - Reprodução/Instagram
Chefe médico do Flamengo, Márcio Tannure (e) acompanhou a diretoria do clube em Brasília em encontro com Jair Bolsonaro Imagem: Reprodução/Instagram

Bernardo Gentile e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro e em São Paulo

27/05/2020 21h18

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) cobrou explicações do chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure, sobre a retomada de treinos no Rubro-negro em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em documento assinado pelo presidente do órgão, Sylvio Sérgio Novaes Provenzano, o Cremerj pede que Tannure responda "se está ocorrendo treinamento de atletas" no CT Ninho do Urubu.

"Tendo em vista a recomendação das Câmaras Técnicas de Infectologia e Medicina Desportiva, e considerando o dispositivo no Código de Ética - Capítulo III - CFM, da Resolução CFM 2217/2018, em seu artigo 1º 'causar dano ao paciente, por ação e omissão, caracterizável por imperícia, imprudência ou negligência', bem como disposto o artigo 17º, 'deixar de cumprir salvo por motivos justo as normas emanadas pelo Conselho Regional de Medicina', oficiamos V.Sa. para que demonstre a esse Conselho se está ocorrendo treinamento de atletas", diz o ofício enviado a Tannure e também ao chefe médico do Boavista - outro clube a retomar os treinos -, Eduardo Moraes, e obtido pelo UOL.

Presidente comenta notificação

Em contato com a reportagem, o Dr. Sylvio Sérgio Novaes Provenzano reforçou que a realização das atividades vai contra a recomendação da Câmara Técnica de Medicina Desportiva do Cremerj. Recentemente, a Câmara citada classificou como "irresponsável e temerária a possibilidade do retorno das atividades dos clubes cariocas, neste momento, mesmo que em caráter de treinamento".

Ainda segundo o presidente do Conselho, a notificação busca reforçar a responsabilidade de seu membro ao autorizar algo que um corpo técnico do órgão não recomenda.

"A recomendação neste momento é que não existem condições adequadas para o retorno dos treinos. Isso será revisto em breve. Conversamos semanalmente. Por ora, no entanto, não é recomendável. Estamos reforçando essa informação oficialmente ao Doutor Márcio. Nosso dever é alertá-lo e reforçar o parecer da Câmara Técnica de Medicina Desportiva", disse Provenzano.

Por ora, não há qualquer punição prevista a Márcio Tannure por conta da autorização dada ao retorno dos treinos no Flamengo. No entanto, diante de um parecer técnico do Conselho e de novo alerta para explicações, o médico rubro-negro pode ter que responder em seu órgão de classe caso haja algum problema com funcionários do Flamengo.

Calado, Tannure curte mensagens contra Cremerj e Runco

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do Flamengo disse que o caso seria debatido internamente. O clube e Márcio Tannure não se pronunciaram até o final da noite desta quarta-feira (27).

Calado pelos canais oficiais, Tannure se "manifestou" em redes sociais. No Twitter, curtiu dezenas de mensagens que acusavam o Cremerj de "querer aparecer" além de mensagens que ligavam a questão ao ex-médico do Flamengo José Luiz Runco, membro da Câmara Técnica de Medicina Desportiva e desafeto de Tannure.

"Isso com certeza tem o dedo do médico retrógrado em seus métodos (que foi mandado embora do Flamengo) José Luiz Runco", dizia a postagem curtida por Márcio Tannure.

Flamengo