PUBLICIDADE
Topo

Primeira excursão do Santos pela Europa teve goleadas em Barcelona e Inter

Santos campeão mundial de 1962 - Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gilmar e Mauro; agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe - Reprodução
Santos campeão mundial de 1962 - Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gilmar e Mauro; agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe Imagem: Reprodução

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

24/05/2020 04h00

Foram 22 jogos em 44 dias, uma média de uma partida a cada dois dias. O número seria assombroso hoje, ainda que todas os duelos fossem realizados no mesmo local: não foram, o Santos passou por nove países em sua primeira excursão pela Europa, goleando gigantes como Barcelona (ESP) e Inter de Milão (ITA).

Foi em 1959, um ano após o Brasil se tornar campeão do mundo pela primeira vez. O jovem que brilhou na final daquele torneio na Suécia, Pelé, era a estrela da companhia, que contava ainda com Zito e Pepe, também campeões com a seleção.

A presença de tais estrelas chamava atenção e o primeiro palco santista em solo europeu na história foi a Bulgária. Quase 50 mil pessoas lotaram o estádio em Sofia, no dia 23 de maio, e viram um movimento empate por 3 a 3, com dois gols de Pelé e um de Pepe.

Pouco mais de uma semana depois, com outros cinco jogos realizados, o Peixe desembarcou em Milão para enfrentar a Internazionale: seria o primeiro de dois jogos contra os italianos durante a excursão. O Santos foi derrotado por 3 a 2 naquela oportunidade, mas se vingou 21 dias depois com uma sonora goleada: 7 a 1 para o Peixe, com quatro de Pelé, dois de Pepe e um de Coutinho, para o assombro de mais de 60 mil pessoas no estádio.

Da Itália, o Peixe partiu para a Espanha e, três dias depois de golear a Inter, repetiu a dose contra o Barcelona, em Camp Nou. Pelé e Dorval fizeram dois cada e Coutinho fechou a goleada: 5 a 1 para o Santos.

Ainda durante a excursão, o Peixe perdeu para o Real Madrid por 5 a 3 e venceu o Troféu Teresa Herrera, ao passar por cima do Botafogo de Garrincha no estádio Municipal de Riazor, em La Coruña (ESP). O placar foi de 4 a 1 para o Peixe, gols de Pepe (2), Pelé e Coutinho, enquanto Zagallo descontou para os cariocas.

No total, a apresentação do Santos aos europeus teve 22 partidas, com 78 gols marcados pelo alvinegro praiano. Foram 13 vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Pelé foi o artilheiro com 28 tentos, seguido por Pepe, o 'Canhão da Vila', que marcou 20 vezes. A excursão é considerada uma das mais vitoriosas da história do Peixe.

Confira todas as partidas da excursão de 1959, um levantamento feito pelo Centro de Memória do Santos:

23/05 - Seleção "B" da Bulgária 3 x 3 Santos
24/05 - Seleção da Bulgária 0 x 2 Santos
26/05 - Royal Standard-BEL 0 x 1 Santos
27/05 - Anderlecht-BEL 2 x 4 Santos
30/05 - Gantoise-BEL 2 x 1 Santos
03/06 - Feyenoord-HOL 0 x 3 Santos
05/06 - Internazionale-ITA 3 x 2 Santos
06/06 - Fortuna Dusseldorf-ALE 4 x 6 Santos
07/06 - Nuremberg-ALE 3 x 3 Santos
09/06 - Servette-SUI 1 x 4 Santos
11/06 - Seleção de Hamburgo-ALE 0 x 6 Santos
13/06 - Seleção de Niedersachsen-ALE 1 x 7 Santos
15/06 - Enschede-HOL 0 x 5 Santos
17/06 - Real Madrid-ESP 5 x 3 Santos
19/06 - Sporting-POR 2 x 2 Santos
21/06 - Botafogo-RJ 1 x 4 Santos
24/06 - Valencia-ESP 4 x 4 Santos
26/06 - Internazionale-ITA 1 x 7 Santos
29/06 - Barcelona-ESP 1 x 5 Santos
30/06 - Genoa-ITA 2 x 4 Santos
02/07 - Wiener Sportklub-AUS 3 x 0 Santos
05/07 - Betis-ESP 2 x 2 Santos

Santos