PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro propõe adiamento de dívida por Willian: "Está bem adiantada"

Hoje no Palmeiras, Willian foi adquirido pelo Cruzeiro em 2014. Clube ainda não pagou aquisição do jogador - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Hoje no Palmeiras, Willian foi adquirido pelo Cruzeiro em 2014. Clube ainda não pagou aquisição do jogador Imagem: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

21/05/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O Cruzeiro propôs ao Zorya o adiamento da dívida pela compra de Willian, em 2014
  • A ideia é que o pagamento, previsto para 29 de maio, seja prorrogado por até 30 dias
  • O clube perdeu seis pontos por causa da dívida com o Al-Wahda e tenta evitar nova perda no caso

O Cruzeiro fez uma proposta ao Zorya, da Ucrânia, para adiar o pagamento da dívida pela compra do atacante Willian Bigode, em 2014, e evitar nova perda de pontos na Série B do Campeonato Brasileiro 2020. A ideia é que o pagamento da dívida, inicialmente previsto para 29 de maio, seja prorrogado por até 30 dias. As conversas são conduzidas por Kris Brettas, responsável pelo departamento jurídico.

Depois de perder seis pontos na competição nacional por causa do débito com o Al-Wahda pelo empréstimo do volante Denílson, o clube teme nova punição da Fifa que acarretaria na perda de mais seis pontos no torneio.

Saulo Froés, presidente do Núcleo Dirigente Transitório do clube, explica a proposta feita aos ucranianos em entrevista ao UOL Esporte.

"Essa proposta, na verdade, foi feita por meio do Kris Brettas. Foi feita uma proposta, e ela está bem adiantada. Eles estão querendo cheque pré-datado, mas é para adiamento do valor. Essa aí está 90%, mas a gente só acredita quando estiver assinado. O adiamento é para pagar todo o valor, parcelamento eles não aceitaram. É melhor do que pagar agora. A gente ganha tempo para respirar. A gente está tentando aí empréstimo, condomínio de jogador, isso pode sair em dez dias no máximo", disse.

"A ideia é adiar por 30 dias, mas aproximadamente 30 dias. Entre 20 e 30 dias", acrescentou.

Embora o Conselho Gestor tente um acordo com o Zorya, a situação deve ficar a cargo do novo presidente do clube. Ronaldo Granata e Sérgio Santos Rodrigues disputam o cargo de mandatário em eleição que ocorre hoje (20) nas sedes do clube mineiro.

Cruzeiro