PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cebolinha é assediado na pandemia e saída do Grêmio volta à tona

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

21/05/2020 04h00

Grêmio e Everton Cebolinha vivem dias agitados com relação ao mercado da bola, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus. Desde o final de semana, o atacante é apontado pela imprensa italiana como alvo do Napoli. Em Porto Alegre, dirigentes e o estafe aguardam a proposta com ansiedade.

O clube precisa de dinheiro e o jogador enxerga a ida à Europa como inevitável. Falta acertar com os interessados.

Após a janela de inverno da Europa, no início de 2020, chegou a tomar corpo cenário de permanência de Everton em Porto Alegre. Com a ficha de próxima transferência passando para Pepê, Matheus Henrique ou Jean Pyerre. A Covid-19 reviveu a possibilidade.

Carlos Alberto Soares, pai de Cebolinha, chegou a dizer à GaúchaZH que o Napoli prometeu apresentar proposta oficial na próxima semana. A informação não foi confirmada por nenhum outro envolvido no caso. Mas as tratativas existem.

Em março, representantes do Napoli procuraram pessoas ligadas ao jogador e fizeram consultas sobre valores, interesse e plano de carreira. O Grêmio ficou sabendo e recebeu sondagem, mas considerada superficial.

Desde que o futebol parou, asseguram fontes ligadas ao jogador e ao Grêmio, as conversas não foram retomadas. Existe expectativa na Arena do Grêmio de que o retorno do calendário italiano aproxime as partes novamente.

O jornal Gazzetta Dello Sport, em edições do começo da semana, citou oferta de 25 milhões de euros (R$ 156,2 milhões de euros na cotação atual). O Grêmio, por contrato, tem direito a 50% dos direitos econômicos do jogador, mas conforme revelou a coluna De Primeira existe acordo para que percentual maior da transferência fique nos cofres gremistas.

Do ano passado para cá, Napoli, Everton-ING e Borussia Dortmund demonstraram interesse em Cebolinha. O clube inglês chegou a apresentar projeto ao jogador, mas esbarrou no Fair Play financeiro e não fez proposta na mais recente janela de transferências.

Aos 24 anos, Everton tem na bagagem o título da Copa América de 2019 como um dos destaques da seleção brasileira e duas temporadas sendo o principal jogador do Grêmio.

Futebol