PUBLICIDADE
Topo

Arnaldo Ribeiro: "Tite teve evolução, mas uma evolução pequena após 2012"

Do UOL, em São Paulo

20/05/2020 04h00

Atual treinador da seleção brasileira, o técnico Tite foi um dos personagens principais na conquista do título mundial de 2012 pelo Corinthians, na vitória por 1 a 0 diante do Chelsea, no Japão, que foi reprisada no último domingo pela TV Globo, e colocou novamente em evidência o trabalho realizado pelo técnico há oito anos.

No podcast Posse de Bola #33, o jornalista Arnaldo Ribeiro analisa a evolução do treinador em relação ao período em que montou o Corinthians campeão mundial, cita uma palestra dada por Tite na ESPN antes da Copa do Mundo de 2014 e diz que ele evoluiu pouco desde seu auge no clube paulista.

"Uma coisa que me chamou a atenção, ele falou assim: 'ninguém no futebol atual, moderno, joga mais com três zagueiros, é um sistema obsoleto'. Aí eu falei assim: 'eu gosto tanto disso, não sei por que, acho que o meu time tem algumas coisas com três zagueiros que chamam a atenção, deve ser alguma coisa assim, uma coisa que fica na minha lembrança", diz Arnaldo.

"Pois bem, acabou a palestra, dez dias depois começa a Copa do Mundo e na primeira rodada eu vejo a Holanda com três zagueiros, México com três zagueiros, várias seleções jogando bem na Copa do Mundo no Brasil com três zagueiros, e eu falei: 'o melhor técnico do Brasil não tinha dito que isso aí morreu? Não tem mais esquema com três zagueiros?'. Se o melhor técnico brasileiro não está atualizado, quem estará? Eu acho que aquela palestra lá atrás, às vésperas da Copa de 2014, mostra a situação atual, a defasagem do treinador brasileiro", completa.

Na opinião de Arnaldo, Tite evoluiu no período pós-Mundial com o Corinthians, mas considera pouco em relação ao que o futebol mundial exige e cita a chegada de técnicos estrangeiros ao Brasil.

"O Tite evoluiu, mas ele evoluiu pouco, não evoluiu muito, e a Copa de 2018 mostra isso. E agora nós estamos nessa discussão, e podemos chegar na comparação com o Jorge Jesus, e outros técnicos que vieram aqui no Brasil e contribuíram dessa forma. Aquilo para mim mostrou o limite de um treinador brasileiro naquele contexto, era o ápice do melhor deles, e ainda é, e, digamos, ele não tinha captado que sistemas outros estavam sendo desenvolvidos e outros técnicos estavam pensando em formas diferentes", diz o jornalista.

"Eu acho que ele teve evolução, mas evolução pequena. Pequena pela velocidade em que o futebol se transforma atualmente. Ao ver o Tite em 2012 e ver o Tite agora, eu vejo uma melhora, mas uma melhora insuficiente", finaliza Arnaldo.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol