PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Há 8 anos, Chelsea faturava título inédito da Champions League; reveja

Cech e Drogba comemoram título da Liga dos Campeões de 2011/12 - Darren Walsh/Chelsea FC via Getty Images
Cech e Drogba comemoram título da Liga dos Campeões de 2011/12 Imagem: Darren Walsh/Chelsea FC via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/05/2020 04h00

Na tarde do dia 19 de maio de 2012, o Chelsea batia o Bayern de Munique e garantia o título inédito da Champions League. O triunfo aconteceu após decisão nos pênaltis, de virada, pelo placar de 4 a 3 — o jogo terminou empatado por 1 a 1, após 120 minutos de bola rolando no tempo regulamentar e na prorrogação. O atacante marfinense Didier Drogba foi quem converteu a última penalidade na conquista inglesa, em pleno o Allianz Arena, que reuniu 62.500 torcedores.

A campanha campeã em 2012 do Chelsea trouxe o primeiro e único título da história dos Blues na Champions League.

Comandado por Roberto Di Matteo, o Chelsea entrou em campo com: Petr Cech; Bosingwa, David Luiz, Cahill e Ashley Cole; Mikel, Lampard e Bertrand; Kalou, Drogba e Juan Mata. Já Jupp Heynckes, técnico do Bayern de Munique escalou: Neuer; Lahm, Boateng, Tymoschuk e Contento; Schweinsteiger e Kroos; Robben, Müller e Ribéry; Mario Gómez.

A partida foi dura para ambos lados, o Chelsea sofreu para segurar a pressão do Bayern de Munique, que estava melhor na partida, mas o goleiro Petr Cech se destacou ao fechar a meta londrina. No segundo tempo, os Blues ensaiaram uma melhora ofensiva, mas o placar continuou congelado no 0 a 0.

Aos 38 minutos, Thomas Muller marcou de cabeça para o Bayern de Munique, fazendo o estádio explodir na comemoração. Porém, quem acabou com a festa precoce foi Didier Drogba, que marcou aos 43 minutos, após um escanteio cobrado por Juan Mata. Drogba deixou para trás o marcador e subiu para cabecear, acertando o canto direito do goleiro, que chegou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

O gol milagroso de Drogba levou a partida para a prorrogação, que acabou em penalidades máximas, com o próprio jogador consagrando o time campeão. O placar de 4 a 3 fez o time londrino subir ao pódio mais alto da Europa, após Olic e Schweinsteiger errarem as cobranças para o time alemão.

Os heróis da partida foram Drogba e Petr Cech, que se consagraram trazendo o título inédito da Champions League.

Futebol